Copa Fiat: Constantino dá o toque local à etapa de Brasília

Piloto da casa substitui goiano e chega com conhecimento do anel externo

 


 


A exemplo do ano passado, quando Geraldo Piquet fez as honras da casa numa participação isolada, o brasiliense Renato Constantino será o representante do Distrito Federal na rodada dupla da Copa Fiat neste fim de semana no Autódromo Internacional Nelson Piquet. Um dos destaques do regional de marcas, Constantino correrá pela Quality Sports na vaga do goiano Rogério Castro, ausente da quinta etapa por motivo de viagem ao exterior.


Aos 40 anos de idade, Constantino retomou no início da temporada uma carreira interrompida em 2002, quando participou do primeiro campeonato da extinta Copa Clio. Até agora, disputou quatro corridas em Goiânia e Brasília, com o melhor resultado sendo uma vitória na prova mais recente na capital da República. A familiaridade com o conceito do carro da Copa Fiat e a familiaridade com o anel externo, pela primeira vez adotado na categoria, contribuíram para aceitar o desafio de medir forças contra diversos dos melhores pilotos brasileiros, como Cacá Bueno, André Bragantini, Christian Fittipaldi, Giuliano Losacco e tantos outros. “A chance apareceu e resolvi aproveitar. Carros de tração dianteira, como os da Copa Fiat, são os que mais gosto. Além disso, o equilíbrio e a competitividade da categoria também pesaram”, justificou.


Constantino travará o contato inicial com o Linea de competição na abertura dos treinos livres no sábado. Serão duas sessões de uma hora, antecedendo à tomada classificatória do meio da tarde. Espera uma adaptação tranquila ao modelo de turismo do Racing Festival, mas ressalta que uma carga adicional de hora de pista seria bem-vinda. “Pelo que conheço da Copa Fiat, acredito que não seja difícil pegar a mão. No entanto, um treininho a mais seria útil para sentir o carro. Tenho visto as corridas pela televisão e dá para perceber que a categoria é mais disputada que as similares, com maior alternância de vencedores”, continuou Constantino, que será apoiado por Podium Race, Dr. Colchão, Polytotal Tyres, AGP&BGP Participações, Jornal da Comunidade, Vila Suíça, Lettieri Imóveis e Modena Imports.


Sem fazer qualquer prognóstico a respeito de suas possibilidades na estreia – “vamos ver primeiro como serão os treinos iniciais”, desconversa -, Constantino não descarta a hipótese de se retornar à Copa Fiat na última etapa do calendário, marcada para 4 de novembro, no Rio Grande do Sul. No momento, o acordo com a Quality Sports é válido apenas para Brasília. “Quem sabe? Vai depender de como as coisas acontecerem aqui…”, admitiu.


Embora as atividades de pista tenham início no sábado, os motores da Copa Fiat poderão ser ouvidos durante a carreata promocional que percorrerá a região central de Brasília na tarde de sexta-feira. Os carros sairão do autódromo às 15 horas e passarão pelo Eixo Monumental, Esplanada dos Ministérios e Palácio do Planalto antes de tomarem o caminho de volta.


Os ingressos poderão ser trocados por dois quilos de gêneros alimentícios nas bilheterias do autódromo no sábado e domingo. Além da Copa Fiat, o Racing Festival terá também as corridas da Yamaha R1 GP 1000, espetáculo de freestyle e o sorteio de um Uno Vivace para os torcedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *