Copa Montana: Apesar de todos os imprevistos, Tomasoni marca pontos importantes

Próxima etapa será no Velopark.

O piloto paulistano Marcelo Tomasoni (CM Capital Markets/RIO água de coco/SPFITCLUB) conseguiu se recuperar de todos os imprevistos e ainda marcou pontos na corrida de estréia da Copa Chevrolet Montana, que aconteceu no domingo (11/04), no Autódromo Internacional de Curitiba (PR).
No treino coletivo na quinta feira, Tomasoni teve o trambulador do cambio quebrado, não passou pneus novos e ficou apenas com a décima oitava posição dos 32 carros que entraram na pista.
No primeiro treino de sexta feira, o carro apresentou uma falha constante no motor, que somente foi corrigida para o segundo treino. Justamente neste treino, com o motor perfeito, Tomasoni escapou no “S” de alta e destruiu toda a traseira de sua Montana. A equipe trabalhou a noite inteira e o carro ficou pronto para a classificação no sábado. Como tinha andado muito pouco, ficou com o décimo oitavo tempo do grid de largada.
No domingo, mais tranqüilo com o comportamento do carro na classificação, Tomasoni fez uma ótima largada e foi pra cima dos adversários, pilotando de uma forma bem agressiva. Já estava na nona posição, quando deu um “mergulho” por dentro no fim da reta dos boxes, esfregando no carro do outro competidor, o que lhe proporcionou uma punição imediata pela direção da prova.
Após a passagem pelo box em baixa velocidade, voltou para a pista na vigésima posição, mas continuou pilotando com bastante vontade e terminou a corrida na 13ª posição, marcando 3 pontos.
“Como eu falei, minha corrida começou apenas no sábado, na classificação. No domingo larguei bem e já estava em nono, mas na entrada do “S” de baixa, forcei a passagem por dentro e fui punido com um drive thru”, contou Tomasoni.
“Voltei pra pista em vigésimo, mas meu carro estava ótimo e fui passando os outros carros até com certa facilidade. Pena que a corrida acabou logo, mas pelo menos entrei na zona de pontuação. No ano passado, meu primeiro com o Carlão Alves, só fui marcar pontos na terceira corrida em Santa Cruz”, explicou o paulistano.
“Por outro lado, gostei muito de trabalhar com o Galid Osman, ele é um cara bem tranqüilo e que me ajudou na classificação. Acho que a nossa parceria vai dar certo e vamos sempre nos ajudar. Depois de todos os imprevistos, estou muito feliz com essa corrida”, finalizou Marcelo Tomasoni.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *