Copa Montana: Radiador furado prejudica prova de Fábio Fogaça

Piloto de Sorocaba é obrigado a abandonar a duas voltas do fim após disputa na primeira volta ter furado seu radiador. A prova foi vencida por Julio Campos.

Na etapa de abertura da Copa Chevrolet Montana 2010, disputada no último domingo (11/04) no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), um toque que recebeu logo na primeira volta deixou como saldo um radiador furado na picape pilotada pelo sorocabano Fábio Fogaça (Kraucher/Case/Feeder), tirando as chances do estreante na categoria terminar a corrida e alcançar o objetivo, que era o pódio.
 
“Só tenho a lamentar o toque que recebi logo na primeira volta. Além de cair para último, meu radiador furou. Tentei continuar o máximo possível na pista, mas não tive como e fui obrigado a parar”, lastimou Fogacinha.
 
Compondo a equipe de Adalberto Jardim, a também estreante A. Jardim Motorsports, Fabinho, que não participou do treino exclusivo para os estreantes nem do coletivo de quinta-feira, largou na sexta fila e logo na primeira volta acabou saindo da pista após levar uma batida por trás. Mesmo caindo para último, Fogacinha foi fazendo um excelente prova de recuperação e já estava em 15º lugar entre 39 carros que largaram quando teve de abandonar com o motor fervendo.
 
“A brita que peguei fora da pista acabou provocando um pequeno vazamento no radiador. Com isso, a temperatura foi subindo ao ponto do motor começar a perder desempenho nas voltas. Aí não tive como evitar, com o motor fervendo fui obrigado a abandonar”, explicou o sorocabano apoiado por Kraucher/Case/Feeder.
 
Fogacinha conseguiu sustentar-se na prova com o problema até a 25ª volta, que teve um total de 27 giros, sendo vencida pelo campeão da extinta Pick-up Racing Julio Campos, que corria em casa. O ex-piloto de Fórmula 1 Nelsinho Piquet, convidado para a etapa de abertura, foi o segundo, com o ex-campeão da Stock Car Light Diogo Pachenki completando o pódio.
 
“Minha picape estava muito boa. Eu tinha totais condições de ir até o fim e brigar pelo pódio. Mas acontece, são coisas de corrida”, resignou-se Fabinho.
 
O piloto agora se prepara para a continuação dos trabalhos em sua primeira temporada internacional em competições de turismo, onde atualmente disputa a Copa América Top Race pela equipe Canapino Sports, da Argentina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *