Copa Vicar: Pontos na Copa Vicar podem valer milhão no futuro

Chegada da Corrida do Milhão no Rio de Janeiro aguça os sonhos dos pilotos que disputam a categoria de acesso à Copa Nextel.

A chegada da etapa do Rio de Janeiro da Stock Car, que para os pilotos da Copa Nextel coloca em jogo um prêmio em dinheiro de um milhão de dólares, também mexe com a cabeça dos competidores da Copa Vicar. A categoria reúne pelo menos dez nomes que, até o ano passado, ainda disputavam a divisão principal, e vem recebendo grande procura por uma das 34 vagas disponíveis no grid.

Para ter a chance de disputar o milionário prêmio em 2009 – caso a prova, obviamente, venha a se repetir –, o caminho mais curto para os pilotos brasileiro que participam de categorias de base é mostrar serviço na Copa Vicar. E, com isso, abrir caminho para a chegada ao principal evento do automobilismo nacional

“Creio que, no futuro, ganhar a etapa do Rio de Janeiro da Copa Nextel tenha o mesmo efeito que obter uma vitória nas 500 Milhas de Indianápolis, obviamente guardadas as devidas proporções entre a Stock Car e a IRL”, opinou o baiano Diego Freitas, vice-campeão brasileiro de Fórmula Renault que optou pela Copa Vicar ao direcionar sua carreira para carros de turismo. “Faturar essa prova poderá render mais dinheiro e mais exposição que vencer o próprio campeonato, e por isso desde já ela passa a fazer parte dos sonhos dos pilotos que disputam, também, as categorias de acesso ao evento”, acrescentou.

A Stock Car vive tempos de glória no país, e a realização de uma corrida com premiação recorde é o ponto alto dessa fase. O aumento da competitividade e a chegada de novos patrocinadores atraíram pilotos com larga experiência no automobilismo internacional – como Ricardo Zonta, Luciano Burti e Antonio Pizzonia –, e fortaleceram, também, a categoria de acesso à Copa Nextel.

A antiga Stock Light tornou-se uma estrela no evento, e muitas de suas corridas chegam a ser mais disputadas do que as da própria Copa Nextel. “Esse é o segredo do sucesso da Copa Vicar. Todos os pilotos aqui querem uma vaga na Copa Nextel e dão o seu melhor para isso. Daí as corridas serem tão difíceis para nós, pilotos, e tão emocionantes para o público”, comenta Freitas.

Depois de uma passagem bem-sucedida por categorias de monopostos, que culminou com um teste de Fórmula 3000 na Itália, Diego Freitas afirma estar feliz na Copa Vicar. E segue cada vez mais adaptado ao novo carro. “Não tem sido um ano fácil, mas a cada etapa aumenta o meu entrosamento com o carro. Tenho uma boa sintonia com a equipe, e vínhamos conseguindo uma evolução constante até sofrermos uma quebra de câmbio na última etapa”, observa Diego, que corre pela Katalogo Racing.

Os treinos livres da Copa Vicar começam na sexta-feira (29/8), enquanto tomada de tempos e corrida serão realizadas respectivamente no sábado e no domingo, a partir das 13h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *