CTC Pick-up: D’Elboux tenta voltar à liderança do Paulista

A partir da 15ª etapa do Paulista, piloto-jornalista vai contar com apoio da Medial Saúde e do Energético Flash Power.


O paulista Betto D’Elboux viverá uma situação inédita em sua ainda curta carreira nas pistas neste fim de semana, no autódromo paulista de Interlagos. Pela primeira vez, ele vai disputar corrida da classe Light no Campeonato Paulista de CTC Pick-up sem liderar a tabela de classificação. Voltar a comandar a pontuação é o objetivo principal do piloto da A. Guaraná Sports nas prova deste domingo (3), válida pela 15ª e antepenúltima etapa da temporada.

O novo líder da classe Light CTC Pick-up é Francisco Moreira, vencedor das duas provas que compuseram a sétima rodada dupla. Ele soma 168 pontos, 24 a mais que D’Elboux, que não disputou a 13ª etapa e ficou em quinto na 14ª. Se projetado o descarte obrigatório de resultados, a diferença aumenta – Francisco cai a 162 pontos e Betto, a 126. Valéria Zoppello, a terceira, soma 122 pontos e, pelo histórico de resultados, não se submete a descartes.

Nos primeiros treinos livres da prova, nesta sexta-feira (1º), o mais rápido foi André Posses, quarto colocado na campeonato – tem 113 pontos, que caem a 105 se considerados os descartes. Ele cronometrou 2:00.416. Moreira ficou na segunda posição, com 2:04.371. D’Elboux, com 2:05.611, foi terceiro, logo à frente do estreante Leandro Ferrari, que marcou 2:06.627, de Zoppello, com 2:06.847, e Rafael Soligo, com 2:07.261.

“É hora de quem pensa em título começar a fazer contas”, diz D’Elboux. “Se o Chico Moreira ganhar mais uma corrida, deve ficar com o título. A gente vai para fazer o melhor possível e torcer um pouquinho contra ele… Enquanto houver uma chance, vamos correr pelo título”, afirma o paulista, que tomou envolvimento direto com a CTC Pick-up como decorrência de sua atuação como jornalista especializado em automobilismo – é editor da revista RACING.

A 15ª etapa do Campeonato Paulista de CTC Pick-up será a primeira sem o sistema de rodadas duplas. A mudança visa, além da redução de custos, evitar contratempos aos pilotos. “Quando o carro quebrava na primeira corrida, era difícil resolver o problema para colocá-lo na pista em perfeitas condições na segunda”, depõe D’Elboux. “Por outro lado, se ainda tivéssemos as rodadas duplas, a minha chance de ser campeão seria maior. Enfim, a regra é a mesma para todos”.

A partir da prova de domingo, Betto D’Elboux passará a contar com dois novos patrocinadores – a administradora de convênio médico Medial Saúde e a marca de líquidos energéticos Flash Power, que se juntam a Superhist, Bardahl, Palhares Chopp & Bar, Auto Neg, OG Comunicação e Revista RACING na lista das empresas que têm seus nomes estampados no carro número 11 da equipe comandada pelo ex-piloto Alfredo Guaraná Menezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *