Endurance: CBA e SRO Latin America anunciam Campeonato Brasileiro de Endurance

A Confederação Brasileira de Automobilismo e a SRO Latin America anunciaram hoje (terça, 8), a formalização de um acordo que garante a promoção do Campeonato Brasileiro de Endurance até 2014. Além de assumir a exclusividade sobre as provas nacionais dessa categoria, a empresa liderada por Antonio Hermann e Walter Derani garantiu à CBA um planejamento que visa resgatar os construtores e preparadores brasileiros, ponto que, segundo o presidente Cleyton Pinteiro foi crucial para definir as negociações:

“Mais do que resgatar uma categoria como a Divisão 4, vamos gerar empregos e impostos através de um processo que vai desenvolver tecnologia nacional para o automobilismo de competição. O plano que nos foi apresentado é factível o suficiente para garantir ao Hermann e ao Derani a exclusividade sobre os destinos da categoria Endurance nas próximas três temporadas.”

 

Embora o acordo inicial seja válido até 2013, o promotor e piloto Antonio Hermann admite que os planos de sua empresa vão muito além desse período:

 

“Nosso planejamento estratégico se estende até 2017, mas em função de vários fatores a primeira etapa terá a duração de três anos. Pela minha experiência como piloto de Endurance nas principais provas mundiais e como organizador de eventos no Brasil – como as Mil Milhas e provas internacionais de Protótipos e Le Mans Series -, acredito que esse é o caminho mais adequado.”

 

Tão apaixonado quando Hermann pelo automobilismo e igualmente piloto, seu sócio Walter Derani não esconde que a proposta da SRO Latin America é resultado de um trabalho desenvolvido ao longo de 2009 com dirigentes da CBA:

 

“Notamos que a última década marcou o desaparecimento de preparadores e construtores nacionais de uma forma alarmante. Nosso objetivo é lançar as bases de um trabalho que em 2012 consolide as bases para que tenhamos quatro categorias de protótipos e grã-turismo com carros nacionais e importados e que privilegiem o uso do etanol como combustível.”

 

Para Nestor Valduga, presidente do Conselho Técnico Desportivo Nacional, o plano apresentado por Hermann e Derani contempla todos os estágios necessários para preservar o parque de veículos que disputam as provas de Endurance da atualidade:

 

“Nossos parceiros entenderam a necessidade de prestigiar o investimento que vários pilotos e equipes fizeram nos últimos tempos e conseguiram desenvolver um processo onde a adequação dos carros aos objetivos dos promotores é fácil e simples de ser realizada.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *