Endurance: Equipe Bardhal/Chevrolet Endurance Team assume liderança no Brasileiro

Vitória em dose dupla garante à equipe a liderança do Brasileiro de Endurance.

A equipe Bardahl/Chevrolet Endurance Team venceu, no autódromo de Santa Cruz do Sul, RS, as duas categorias em que disputam seus carros de linha. O Corsa Racing ganhou na categoria IV (carros turismo força livre até 2.0 litros), enquanto o Vectra faturou o primeiro lugar na categoria II (carros turismo força livre acima de 2.0 litros, ou turbo-comprimido). A prova, válida pela quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Endurance colocou a equipe Bardahl/Chevrolet Endurance Team novamente no topo da classificação. Com a vitória na categoria IV, a equipe passa a liderar o campeonato com o Corsa, faltando uma prova para o término do certame. E a vitória do Vectra o coloca novamente na disputa. Agora o sedan de luxo da General Motors está em segundo lugar na categoria II, atrás somente do BMW M3 da equipe EuroBike. “Temos chance de vitória na última prova em São Paulo e podemos ainda abocanhar o vice-campeonato na categoria com o Vectra.”, revela Carlos Prado, piloto do Vectra 52.


A prova 3 Horas de Santa Cruz foi uma batalha para as equipes. Disputada sob calor intenso (medições no asfalto indicaram quase 50º Celsius), a ordem foi poupar equipamento. “Sabíamos da possibilidade de falha mecânica dos concorrentes. Estávamos com os dois carros competitivos e rápidos, mas mantemos um ritmo suave no início. E deu certo. Depois da primeira hora de corrida aumentamos a velocidade dos carros e conseguimos ganhar a prova, nas duas categorias”, revela Luiz Moncaio, chefe de equipe.



OS CARROS



Tanto o Vectra Racing quanto o Corsa Racing são modelos derivados da linha de produção. “Usam monobloco original de fábrica, bem como as arquiteturas de suspensões, motor e transmissões, também derivadas dos carros de produção”, salienta Samuel Russell, piloto do Vectra 52, acreditando na vantagem em usar componentes originais e validados pela montadora.  Na parte mecânica, o Vectra utiliza uma unidade OPC (Opel Performance Center) 2.0 16V turbo, fabricado no Brasil para exportação. O propulsor do Corsa, também nacional e 2.0 16V, tem aspiração natural e fornece 203 cv a 6.800 rpm. No Vectra, graças a adoção de um turbo compressor Garrett GT 30, desenvolve entre 280 e 380 cv a 6.200 rpm, dependendo da pressão do turbo (controlada pelo piloto através de um boost controler Fuel Tech), que pode variar entre 0,8 e 1,3 bar. Molas e amortecedores são específicos para competição, mais rígidos, enquanto os freios são da marca Doppler no Vectra e originais de fábrica no Corsa (derivados da Meriva). “Estamos desenvolvendo novos carros para o ano que vem e o primeiro deles deve ser apresentado já em novembro, nas Mil Milhas Brasileiras. De qualquer maneira, nosso maior objetivo ainda é a conquista do campeonato 2008”, finaliza  Ricardo Dilser, jornalista e piloto do Corsa 51. A equipe Bardahl/Chevrolet Endurance Team foi campeã em 2006 e 2007. No ano passado, foi o primeiro time na história do Campeonato a sagrar-se campeão nas duas principais categorias de carro turismo endurance, com o Vectra na classe II e com o Corsa na classe IV.


O próximo desafio é a Mil Milhas Brasileiras, confirmada pela organização do evento como prova válida pela última etapa do Campeonato Brasileiro de Endurance, a ser disputada no final de novembro no autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *