Endurance: Gaúchos vencem as “Três Horas de Santa Cruz do Sul”

Os gaúchos Edemar Stedile e Fernando Henrique Stedile venceram no domingo (28/9), na Geral e no Grupo III, a quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Endurance, na prova denominada “Três Horas de Santa Cruz do Sul”, realizada no Autódromo Internacional de Santa Cruz, no Rio Grande do Sul. Edemar e Fernando Stedile completaram as 108 voltas da prova no tempo de 2h59min52s949, seguidos de Márcio Lima/César Bonilha (PR), à 39s650, e, Luiz Nogueira/Roberto Nogueira (SP), à duas voltas. O evento foi organizado pela Interlagos Eventos, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), e disputado por 36 carros, nas categorias: Grupo I: Protótipos FIA até 2.000cc, Protótipos Nacionais Turbo, GT FIA e Turismo acima de 2.000cc Turbo; Grupo II: Turismo Força Livre, Pick-ups acima de 2.001cc, e Turismo até 2.000cc Turbo; Grupo III: Protótipos nacionais até 2.000cc; e Grupo IV: Carros Nacionais e Pick-ups até 2.000cc.

– Grupo III –


Largando da pole-position na Geral e no o Grupo III, com o tempo de 1min22s141, a dupla curitibana Jair Bana/Duda Bana (Pirelli/Baterias Moura/Bana Pneus), cruzou a linha de chegada na quinta posição em sua categoria, com o protótipo Predador, completando a prova em 93 voltas. A dupla paranaense liderou boa parte da prova, até ter seu carro atingido por um retardatário, quebrando a bandeja da suspensão e abandonando a corrida. “Nosso carro estava sensacional. Andando bem e abrindo boa vantagem para os demais até o incidente. Parece que este não é o nosso ano, tínhamos tudo para sair com a vitória nesta etapa, mas não deu. Agora vamos nos preparar para a última etapa em São Paulo”, disse Jair Bana (Master Power).


            A dupla paranaense formada pelos pilotos Rodrigo Gonçalves e Maurício Amaral (Academia Gustavo Borges/Rede Contorno Sul/Effa Motors), largou da 20.ª posição, com o tempo de 1min36s224, porque tinha problemas de superaquecimento do motor, durante o treino classificatório. Dada a largada para a prova, mesmo com a persistência do superaquecimento, Rodrigo e Maurício concluíram a corrida na quarta posição da Categoria III, depois de 100 voltas. “Detectamos o superaquecimento nos treinos livres de sexta e mudamos o combustível para sanar o problema. Mas isso não aconteceu e largamos da 20.ª posição. Fizemos uma corrida com muita cautela e o quarto lugar ficou de bom tamanho”, declarou Rodrigo Gonçalves.


– Grupo IV –


Completando o time de paranaenses, no Grupo IV, a dupla do Gol n.º 30 Algacir Sermann/Beto Cazuni (Grupo PoliService) largou na pole-position, com o tempo de 1min36s378. Largando na frente, os paranaenses passaram a impor seu ritmo de corrida, mas com 10 voltas de prova, Beto Cazuni sentiu que tinha problemas com a embreagem do carro. “Achamos que dava para tocar até o fim da prova. Mas a embreagem só resistiu até a 54.ª volta. O campeonato ainda está em aberto na nossa categoria e temos chances de conquistar o título na última etapa em Interlagos”, concluiu Algacir Sermann. A 5.ª e última etapa do Brasileiro de Endurance está marcada para os dias 22 e 23 de novembro, com as “Mil Milhas Brasileiras”, em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *