Entrevista: SpeedRacing.com.br conversa com exclusividade com Valdeno Brito

Do mar para as pistas da Stock Car V8. Esse é o paraibano Valdeno Brito, que antes de acelerar nas pistas faturou vários títulos no iatismo, na Classe Hobbie Cat.

O SpeedRacing.com.br conversou com o piloto nos boxes da equipe L&M Racing, durante a etapa do Ro de Janeiro, em Jacarepaguá. Numa conversa agradável e descontraída Brito contou um pouco de sua historia nas pistas o atual nível de disputa da Stock e os planos para o futuro.

De brincadeira, foi assim o primeiro contato de Valdeno Brito com o automobilismo.  “Gostei tanto da brincadeira que um ano depois ele já estava disputando o meu primeiro campeonato de Kart” revelou o piloto. Começou nos monopostos no circuito de Caruaru, em Pernambuco, com carros como a F-Uno. Passou depois para a F-3 Sulamericana e a F-Chevrolet. Mesmo com ótimos resultados Brito teve que parar na metade da temporada de 1998, por falta de patrocínio.


 


Em 2004 ele retornou as pistas, já na Stock Car V8. E logo na terceira prova mostrou que vinha para se destacar, largando na primeira fila. No final um toque com Chico Serra o impediu de chegar ao pódio. “Graças a Deus estamos evoluindo a cada corrida”, disse Valdeno.


 


Sobre o atual nível da Stock Valdeno falou “Com os grandes nomes que a categoria já tinha, junto com as dificuldades nos monopostos para se chegar a F-1, os pilotos migraram para a Stock Car, aumentando o nível dos grids”. “E também o ótimo trabalho do Carlos Col, e a ajuda da Globo na divulgação,  um somatório de coisas contribuem para o sucesso da categoria”. Segundo o piloto a Stock ainda não está no seu melhor momento e tem muito a oferecer ainda.


 


Tarumã é a sua pista preferia, mas ele gosta de todas as do calendário da Stock Car V8.


 


Os vários toques durante as provas são um atrativo para o publico “Para o público os toques são atrativos sim, o tipo de carro da Stock aceita essa disputa mais acirrada, e para os pilotos é legal, fazendo com que as disputas fiquem mais próximas”, falou Brito. 


 


Ele é favorável ao sistema de play-offs, adotado nesta temporada “Sou a favor porque da chance de que fez uma temporada regular ser campeão”, analisou o piloto.


 


O clima da Stock Car continua sendo famíliar segundo o paraibano “Logicamente há o profissionalismo das equipes, ma ainda há lugar para a família e a amizade entre os pilotos”.


 


O circuito de Bueno Aires, na Argentina, desagradou a muitos pilotos, e Valdeno é um deles “O circuito é muito mal cuidado, sem conservação. E também deveríamos ser mais bem tratados pela organização argentina”.


 


O traçado encurtado do autódromo de Jacarepaguá, agradou os piloto do carro 77 “Bem interessante, seletivo. Gostei. Para quem não ia ter corrida foi uma solução muito boa”.


 


Sobre o seu futuro ele disse que não tem planos de correr no exterior “Pretendo continuar na Stock durante muitos anos”, finalizou a entrevista Brito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *