Entrevista: Vinícius Quadros fala com exclusividade para o SpeedRacing.com.br

Estreante nos monopostos, o gaúcho Vinícius Quadros andou pela primeira vez no Autódromo Internacional de Tarumã neste final de semana, na quarta etapa da Renault SpeedShow. Oriundo do kartismo, o piloto ingressou na Fórmula Renault nesta temporada, a bordo do carro de número 1 da Bassani Racing.
Em sua primeira corrida no circuito que é quintal de sua casa, Quadros obteve um bom resultado na sétima etapa da categoria, no sábado (15). O gaúcho falou sobre a sua primeira experiência no traçado gaúcho. “A pista é muito legal, de alta. É perigosa, e não te permite erro. Qualquer erro é uma batida forte e abandono. Para se ter uma idéia, contorno as curvas Um e Dois em uma média de 210 km/h, e isso é rápido demais, mas é uma pista gostosa de andar rápida”, declarou.

Largando da pole-position, só não venceu a corrida devido a escolha de seus pneus. O piloto resolveu ser cauteloso e escolheu os pneus biscoito, em virtude da chuva que caiu sobre o circuito durante o sábado. Entretanto, mais para o final da prova, a pista secou e os pilotos que arriscaram com os pneus para pista seca se deram bem.

Apesar do resultado, Vinícius Quadros acredita que a escolha dos pneus para chuva foi correta. “A nossa estratégia foi boa. Acertamos na escolha porque eu não podia arriscar a correr de pneu slick. O carro era bom na chuva. Faltando três volta para o final eu tinha certeza que tinha ganho a corrida, mas no final de repente apareceram dois, três pilotos muito mais rápidos que eu por causa dos pneus para piso seco”, declarou.

Mas Vinícius ficou mais preocupado quando terminou a prova. O gaúcho chegou em segundo, mas acreditava que tinha terminado a prova uma posição atrás, devido ao fato de não saber que seu adversário, o goiano Cairo Campos, tinha sido desclassificado. “Caso eu soubesse (da desclassificação de Campos), talvez poderia ser um pouco diferente, porque quase acabou uma corrida após um toque com ele”.

Segundo o piloto da Bassani Racing, não tem como julgar a atitude do piloto. “Disseram que ele (Campos) estava sem rádio. Se eu estivesse sem também não teria parado. Foi uma confusão de informação” salienta. “Eu também estava com o rádio ruim, ele estava sem bateria,então eu não sabia que ele estava desclassificado. Caso eu soubesse, talvez poderia ser um pouco diferente, porque quase acabou a minha corrida após um toque com ele”, conclui.

Com a segunda colocação obtida na sétima etapa da Fórmula Renault, Vinícius Quadros se manteve na segunda posição na tabela. Daqui a pouco, às 14h30min, os pilotos da Fórmula Renault entram na pista para a oitava etapa do certame. O gaúcho larga na segunda colocação, e a expectativa do piloto é a melhor possível. “Ontem eu tive o gosto da vitória e eu não ganhei. Quero ganhar hoje, temos um carro bom, vou largar em segundo, então tenho chances de ganhar. E quero ganhar

Confira o grid de largada para a oitava etapa da Fórmula Renault, realizada no Autódromo Internacional de Tarumã:

1º) Galid Osman Duda (PR), 1:00.995, média de 178.00 Km/h
2º) Vinicius Quadros (RS), a .283
3º) Felipe Lapenna (SP), a .322
4º) Cairo Campos (GO), a .487
5º) Ernesto Otero (RJ), a .488
6º) Mario Romancini (SP), a .740
7º) Claudio Cantelli Jr (PR), a .921
8º) Eduardo Santos (RJ), a 1.788
9º) Bruno Barbosa (DF), a 2.179
10º) Rodrigo Barbosa (SP), a 2.330
11º) Leonardo de Souza (SC), a 2.430
12º) Ramon Matias (RS), a 2.877
13º) Douglas Soares (SP), a 5.095
14º) Rodolpho Santos ( ), a 5.185
15º) Ivan Rossoni (PR), a 5.477
16º) Rick Rosin (SC), a 6.436


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *