F-3 Brazil Open: João Jardim estreia na categoria no Brazil Open deste fim de semana

Candidato ao título da F-Future Fiat até a última corrida do ano passado, piloto sorocabano encara um grande desafio em Interlagos: enfrentar pilotos bem mais experientes na categoria mais veloz e desafiadora do continente.

Encarar alguns dos melhores representantes da nova geração de pilotos brasileiros em uma categoria rápida e técnica como a Fórmula 3, tendo completado apenas um treino de preparação antes da estréia, é o desafio do sorocabano João Jardim neste fim de semana durante a segunda edição do F-3 Brazil Open, em Interlagos (SP).
Candidato ao título da F-Future Fiat até a última corrida do ano passado, Jardim tirou um mês de férias antes de retomar os treinos para a temporada 2011. E vai encarar o maior desafio de sua curta carreira no automobilismo pela Kemba Racing – equipe paranaense que no ano passado teve Leonardo Sousa como piloto no Campeonato Sul-Americano de Fórmula 3.
“Tudo tem acontecido rápido na minha carreira, e estou tendo que me acostumar a isso. Obviamente ter completado apenas um treino com o carro de Fórmula 3 antes da estréia é muito pouco. Mas vou encarar o desafio com o objetivo de buscar aprendizado. Vi alguns dos pilotos que a partir desta quinta-feira estarão comigo no grid correndo em Interlagos no ano passado, e realmente não esperava enfrentá-los em tão pouco tempo”, comentou o piloto.
Aos 18 anos de idade, e com apenas quatro temporadas dedicadas ao esporte a motor – três delas como kartista e uma como piloto da F-Future Fiat -, João Jardim já espera sentir o peso da estreia neste fim de semana. Mas aposta no bom resultado obtido em seu treino de adaptação para confiar em boas apresentações nas quatro corridas do fim de semana.
“Por conveniência de datas testei o carro pela primeira vez em Londrina, e a equipe achou que fui muito bem. Embora tenha sentido o peso do volante depois de algumas voltas, consegui virar rápido mesmo sem mexer no setup e sem buscar o limite extremo. Em relação à potência do motor, não senti uma diferença muito grande em relação ao F-Renault, por exemplo, mas como o F-3 é muito mais veloz em curva e freia muito mais, vou precisar de um tempo para me acostumar”, comentou Jardim.
Jardim terá como principais adversários neste fim de semana um grupo de pilotos que, em última análise, está um passo adiante na carreira – o que, para ele, é uma ótima chance de aprendizado. O mesmo já havia ocorrido em seu ano de estréia no automobilismo pela F-Future, e certamente será uma constante em sua carreira.
“Como comecei a correr aos 14 anos, sempre tive que enfrentar pilotos bem mais experientes, e o lado bom é que tive a chance de aprender mais rápido alguns truques. Quando passei para o automobilismo isso se repetiu, e agora na subida para a F-3 vou viver novamente esse tipo de situação. Vou correr sem pressão, mas sem deixar de medir forças não só com o pessoal que correu na F-3 Sul-Americana em 2010, mas também com quem fará campeonatos na Europa em 2011”, encerrou Jardim.
O piloto sorocabano terá como principais adversários os brasilienses Yann Cunha (atual campeão sul-americano da categoria e piloto confirmado na F-3 Inglesa), Lucas Foresti (piloto da F-3 Inglesa e da GP3) e Lu Boesel (que deve correr na Indy Lights neste ano), além dos paulistas Pipo Derani (vindo da F-3 Européia e confirmado na F-3 Inglesa neste ano) e Fabiano Machado (um dos candidatos ao título depois de ser destaque no Sul-Americano de F-3 em 2010).
O F-3 Brazil Open disputa em Interlagos neste final de semana sua segunda edição. Mais uma vez, o torneio de verão integra as festividades pelo aniversário da capital paulista, que completa 457 anos na próxima terça-feira, dia 25. As corridas serão disputadas entre sexta-feira e domingo, e a entrada para o público nas arquibancadas do autódromo é franca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *