F-3 Inglesa: Ernesto Otero disputa em Thruxton a nona rodada dupla do campeonato

Depois de conquistar seu primeiro pódio no automobilismo europeu na etapa de Silverstone, há duas semanas, piloto carioca aceitou o convite para participar das últimas seis corridas da temporada.

 


Duas semanas depois de estrear com pódio no automobilismo europeu, o piloto carioca Ernesto Otero volta à Fórmula 3 Inglesa para a disputa da nona rodada dupla da temporada. As provas deste fim de semana serão realizadas no circuito de Thruxton, e marcam as primeiras corridas do piloto brasileiro após sua decisão de terminar a temporada de 2007 competindo na Inglaterra pela equipe Raikkonen Robertson Racing.


Depois de começar a temporada de 2007 na F-3 Sul-Americana, Otero viajou para a Europa com o objetivo de testar o monoposto da versão inglesa da categoria visando sua estréia na competição em 2008. Diante do bom desempenho apresentado no circuito de Pembrey, quando mesmo sem conhecer a pista ficou a apenas 0s3 do tempo considerado ideal pelos engenheiros, o brasileiro foi convidado pela equipe Raikkonen Robertson Racing para disputar a etapa de Silverstone. A conquista da segunda colocação na primeira corrida do fim de semana rendeu a Otero um novo convite, desta vez para a disputa das três últimas rodadas duplas do campeonato.


“As seis últimas corridas da temporada serão nas pistas de Thruxton, Croft e Rockingham”, lembrou Otero. “Não conheço nenhum destes traçados, e até mesmo por isso meus objetivos continuarão sendo aprender bastante e acumular experiência. Quero me ambientar com a equipe e com o campeonato visando à temporada de 2008 e, se tudo der certo, voltar ao pódio. Seria ótimo, mas sei que terei três grandes desafios pela frente”, acrescentou o carioca, que corre na National Class, a classe Light da categoria.


Reconhecido por suas curvas de alta velocidade – são quatro contornadas a mais de 230 km/h em um traçado de 3.790 metros –, o circuito de Thruxton exige um set up bastante peculiar, já que é tarefa dos engenheiros equilibrar o rendimento do carro entre os trechos de alta, de baixa e de média velocidade da pista. Além das curvas Allard, Goodwood, Village e Church, todas de alta, o circuito tem outras quatro curvas contornadas a velocidades bem menores. Duas delas, a chicane Club e a Campbell, são feitas em terceira marcha, entre 80 e 100 km/h. Já a Cobb e a Seagrave são contornadas em quarta marcha, entre 130 e 140 km/h.


“Os engenheiros costumam ter bastante trabalho nessa pista, e os pilotos, também. Como este é o meu primeiro contato com Thruxton, procurei conversar bastante com o pessoal da equipe para assimilar a experiência deles no circuito. Mas, aprender um traçado na teoria é uma coisa e, na prática, é outra. Certamente vou ter um pouco de dificuldade no início, mas espero estar competitivo para poder lutar por mais um bom resultado”, encerrou Otero.


Na National Class do Campeonato Inglês de F-3, a liderança é do mexicano Sérgio Perez, que venceu as quatro últimas corridas da competição. O chinês Cong Fu Cheng é o vice-líder, com 220. Em terceiro lugar, com 141 pontos e já distante da briga pelo título, aparece o britânico Michael Meadows, companheiro de Otero na Raikkonen Robertson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *