F-Abarth: Chuva marca primeiro dia de corridas da nova categoria

Em prova de recuperação, Victor Guerin completa a abertura do campeonato em 12º lugar depois de incidente na tomada de tempos

No autódromo de Misano, na Itália, a Fórmula Abarth italiana teve neste sábado (24) a tomada de tempos que definiu a ordem de largada para a primeira das duas corridas do final de semana – também disputada nesta tarde. Na sessão classificatória, marcada pela chuva, Kevin Gilardoni (Cram Competition) e Raffaele Marciello (JD Motorsports) deram sequência ao duelo iniciado nos treinos livres de sexta-feira. Dessa vez, foi Gilardoni quem levou a melhor e garantiu a pole-position da primeira corrida.

Com o asfalto molhado, o paulista Victor Guerin não pôde se colocar entre os primeiros do grid. Uma escapada de pista ainda no início do treino tirou o brasileiro – considerado pela imprensa italiana um dos destaques da pré-temporada – da briga pela pole, colocando-o apenas na 25ª colocação do grid. Por isso ele teve de fazer uma corrida de recuperação poucas horas mais tarde, quando foi disputada a primeira prova válida pelo campeonato. Guerin ganhou 12 posições em 12 voltas e terminou em 13º, uma posição atrás do também brasileiro Francisco Weiller, na corrida vencida por Raffaele Marciello. Zeca Feffer, o terceiro brasileiro na competição, abandonou a prova ainda na sétima volta.

“Tive que fazer uma corrida arriscada para ganhar o máximo de posições e largar em situação melhor no domingo”, comentou Victor Guerin, lembrando que o resultado da primeira prova serve para formar o grid da segunda nos mesmos moldes da Fórmula GP2 – com os primeiros colocados invertendo posições. “A corrida provou que temos um carro muito rápido. O Raffaele venceu e eu consegui ganhar terreno. Acho que largando mais à frente, posso brigar por pontos amanhã”, completou o brasileiro companheiro de equipe do vencedor da corrida na JD Motorsports.

A segunda prova da Fórmula Abarth será disputada neste. Confira como terminou a primeira etapa do campeonato:

1- Raffaele Marciello – JD – 12 voltas
2- Kevin Gilardoni – Cram – a 0s246
3- Maxim Zimin – Jenzer – a 24s999
4- Edoardo Bacci – TP – a 29s499
5- Matteo Davenia – Cram – a 30s748
6- Jordi Cunill – Prema – a 32s303
7- Zoel Amberg – Jenzer – a 35s998
8- Eddie Cheever – Jenzer – a 39s193
9- Patric Niederhauser – Jenzer – a 43s260
10- Simone Iaquinta – Emmebi – a 53s428
11- Stefano Colombo – RP – a 54s113
12- Francisco Weiler – Victoria – a 57s873
13- Victor Guerin – JD – a 1m00s154
14- Mirko Torsellini – MG – a 1m01s419
15- Riccardo Vera – Facondini – a 1m04s986
16- Brandon Maisano – BVM/Target – a 1m21s663
17- Roman De Beer – Victoria – a 1m21s764
18- Qiang Zhang – Prema – a 1m22s147
19- Riccardo Agostini – Prema – a 1m22s218
20- Vicky Piria – Tomcat – a 1m22s565
21- Gille Pagani – Alan – a 1m28s052
22- Luca Defendi – Uboldi – a 1m32s667
23- Niccolò Schirò – Emmebi – a 1m53s295
24- Mario Marasca – PKF – a 1m53s673
25- Mans Grenhagen – Jenzer – a 2m02s284
26- Michael Heche – BVM/Target – a 1 volta
27- Matteo Beretta – TP – a 1 volta
28- Lorenzo Camplese – MG – a 1 volta
29- Cristiano Marcellan – Europa Corse – a 1 volta
30- Antonio Spavone – ARM – a 1 volta
31- Matteo Torta – Alan – a 1 volta
32- Mirko Merillo – ARM – a 1 volta

Não completaram:
Zeca Feffer – Diegi – a 5 voltas
Simone Taloni – Winner – a 8 voltas
Marco Moscato – Line Race – a 10 voltas

Volta mais rápida: Raffaele Marciello 1m57s313

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *