F-Júnior: Categoria estreou com duas provas marcadas pelo equilíbrio. Victor Matzenbacker foi o venc

“Acima da expectativa”, dizem dirigentes e promotores a respeito da etapa de abertura em Tarumã (RS).

Melhor impossível. Assim os dirigentes e promotores qualificaram a estreia da Fórmula Júnior, categoria que neste domingo (24) disputou sua primeira etapa e confirmou a expectativa de ser uma categoria-escola para pilotos oriundos do kartismo brasileiro. Duas provas extremamente disputadas e muito equilibradas, ambas vencidas pelo gaúcho Victor Hugo Matzenbacker, marcaram o dia no Autódromo Internacional de Tarumã, em Viamão (RS).

Carlos de Deus, presidente da Federação Gaúcha de Automobilismo e criador da Fórmula Júnior, mal conseguia conter sua alegria com o sucesso da prova de estreia. “Não há palavras para definir a emoção de ver o nascimento desta nova categoria. Todos, sem exceção, estão de parabéns”, vibrava. “O automobilismo gaúcho está de parabéns. O ‘conjunto da obra’ é mérito de todos”, concluiu.

As duas corridas da programação foram muito equilibradas e tiveram vários líderes. Em um determinado momento da primeira corrida do dia, ainda na manhã deste domingo, sete carros compunham o primeiro pelotão, com todos brigando pela vitória. Victor Hugo Matzenbacker, que largou em segundo e chegou a perder algumas posições após a entrada do safety-car, ficou com a primeira vitória na categoria.

Na segunda, largando na pole, Matzenbacker caiu para a segunda posição e demorou a recuperar a ponta. “As provas foram muito disputadas. Na primeira cheguei a estar em 4º, e consegui me recuperar aos poucos. Mas foi difícil assumir a liderança, foi necessária muita concentração, porque os ponteiros tinham rendimento muito parecido. Depois, consegui abrir boa vantagem, porque a disputa continuou intensa pelo segundo lugar”, lembra o gaúcho de Passo Fundo. “Na segunda só consegui assumir a ponta na relargada, depois do safety-car. Mas depois a pressão do Bruno Lopes foi intensa, a ponto de tudo de se definir apenas nas últimas curvas”, continuou o piloto da equipe MC Tubarão.

Consistente, Gustavo Bandeira foi o segundo colocado na soma dos tempos das duas baterias. “Busquei trabalhar na regularidade e deu certo. Participei de apenas um treino coletivo da Fórmula Júnior, em fevereiro, e nunca tinha treinado ou corrido em Tarumã. Estou muito feliz, porque fizemos um ótimo trabalho conjunto com a Pole Racing Team, e o resultado está aí”, declarou o brasiliense Bandeira ao final da cerimônia de pódio. “Vou ainda mais animado para a próxima etapa”, emendou.

Também destaque no final de semana, Bruno Lopes – filho do preparador Mico, da Stock Car – foi o segundo colocado na segunda bateria, depois de partir da 13ª e última posição em razão de uma punição na primeira prova do dia, quando também foi o segundo. “Foi muito bom, me diverti demais e por muito pouco a vitória não chegou na segunda prova. Passei o Victor Hugo na curva do Tala Larga na última volta porque freei mais tarde, mas não consegui segurar a posição”, disse o paranaense, que compete pela equipe Giocar. “Mas estou muito satisfeito por todo o final de semana”, continuou.

Para Claudio Fontoura e Neco Fornari, os promotores da Fórmula Júnior, a estreia não poderia ter sido melhor. “Tivemos grandes corridas para o público e, principalmente, muito equilíbrio na pista. Basta vermos a tomada de tempos, quando os quatro primeiros ficaram separados por 176 milésimos, e as duas provas”, disseram. “Todos ficaram satisfeitos e podemos dizer que esta primeira etapa ficou bastante acima da nossa expectativa, em todos os aspectos”, finalizaram.

A próxima etapa da Fórmula Júnior será disputada em Guaporé (RS), nos dias 20 e 21 de abril.

Confira o resultado da 1ª etapa da Fórmula Júnior após a soma dos tempos das duas baterias:
1 Victor Hugo Matzenbacker (RS)
2 Gustavo Bandeira (DF)
3 Matheus Rouver (SE)
4 Bruna Tomaselli (SC)
5 Rodrigo Elger (PR)
6 Rafael Smaniotto (PR)
7 Victor Miranda (SP)
8 Vitor Fernandes(MG)
9 Lucas Fernandes (MG)
10 Lucas Balbuena (PY)
11 Lucas Alves (RS)
12 Gabriel Robe (RS)
13 Bruno Lopes (PR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *