F1: Alonso diz que dará resposta na pista

O bicampeão mundial Fernando Alonso disse nesta quinta-feira que vai dar a resposta na pista, agora que o chefe da equipe McLaren, Ron Dennis, revelou que ele e o espanhol praticamente não se falam.

 


Ao se reunir com jornalistas antes do Grande Prêmio do Japão, Alonso minimizou os ataques da imprensa por seu envolvimento no escândalo de espionagem da Ferrari, que custou à sua equipe multa de 100 milhões de dólares e o título de construtores da temporada.


Alonso, que busca o terceiro título mundial consecutivo, está dois pontos atrás do estreante britânico Lewis Hamilton, com as corridas no Japão, China e Brasil restando para o final da temporada.


“Sobre a espionagem, eu não tenho nada a dizer. Vou falar na pista e tentar fazer o meu trabalho”, disse o espanhol no circuito de Fuji.


“Eu realmente acho que muitas coisas que foram ditas sobre a espionagem e sobre mim estão totalmente erradas e não são a verdade”, disse ele.


“Mas essas coisas acontecem e eu não vou responder todos os dias sobre o que as pessoas têm dito sobre qualquer coisa, eu não vou perder tempo com isso”, acrescentou.


“Eu não posso ficar todo dia e toda semana respondendo rumores e dizendo o meu ponto de vista ou minha versão ou minha verdade. Neste momento estou completamente focado nas três últimas corridas, e essa é a verdade.”


Sobre as recentes especulações da imprensa européia de que ele estaria deixando a McLaren para voltar à Renault, onde foi campeão nas duas últimas temporadas, ou ir para a Ferrari, Alonso mostrou uma realidade diferente.


“Tenho contrato para o próximo ano com esta equipe e não vejo nenhum problema nisso”, afirmou.


Por Alan Baldwin (Reuters)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *