F1: Apesar de melhora, Barrichello esperava mais

A Honda foi o maior fracasso da temporada 2007 da Fórmula 1, marcando apenas seis pontos em 17 corridas. Rubens Barrichello ainda amargou o pior ano de sua carreira, sem conseguir pontuar. Hoje, no entanto, as coisas foram diferentes e o brasileiro surpreendeu no treino classificatório para o GP da Austrália.

Embora tenha festejado o 10º lugar, o brasileiro gostaria de ter conseguido algo mais. “É muito difícil largar no ‘meio-campo’, mas se levarmos em consideração o nosso desempenho um mês atrás, veremos que demos um grande passo graças a muito trabalho”, reconheceu.


Barrichello também aprovou a resposta de seu monoposto durante a etapa classificatória para o grid australiano.


“O carro foi muito bem e é satisfatório ver o enorme progresso nas últimas semanas. Tive um bom começo de temporada e agora temos que nos focar para transformar essa performance em uma boa corrida no domingo”.


Rubinho conseguiu a 11ª colocação graças ao tempo de 1min26s173 na segunda etapa do treino classificatório, apenas um centésimo à frente de Fernando Alonso, 12º com 1min26s188. No entanto, com a punião a Timo Glock, da Toyota, o brasileiro herdou o 10º lugar.


O companheiro de Barrichello na Honda, o inglês Jenson Button, apareceu logo atrás do espanhol, com 1min26s259 e a 13ª posição.


Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *