F1: Após fraude fiscal, polícia apreende contas de Briatore

Ex-chefe da equipe Renault, afastado devido ao escândalo da batida proposital de Nelsinho Piquet em 2009, Flavio Briatore teve suas contas apreendidas pelas autoridades fiscais italianas, que retiraram cerca de 1,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 3,4 milhões), após ser acusado de fraude fiscal.

Briatore teve seu dinheiro caçado em suas contas bancárias na Itália e em Mônaco, como explica o jornal La Reppublica. No ano passado, o dirigente perdeu seu iate, invadido pela polícia italiana após ser acusado de sonegar impostos.

Após as polêmicas, o empresário segue sendo investigado pela Guardia di Finanza, a polícia financeira da Itália, que o acusou de fraude de impostos, retomando a quantia de suas contas. Mesmo afastado da Fórmula 1, Briatore segue como agente de pilotos, como o espanhol Fernando Alonso e o australiano Mark Webber.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *