F1: Argentino quebra silêncio e diz sonhar com vaga em 2011 na F1

Calado desde que viu a USF1 sair do Mundial de 2010, o argentino José Maria “Pechito” López quebrou o silêncio na manhã desta terça-feira. O piloto lamentou a decepção nesta temporada, mas disse sonhar com uma vaga na Fórmula 1 no ano de 2011.

“Chegamos muito longe e não queremos baixar a guarda. Agora, eu vou tomar as decisões. Ser piloto de testes é mais fácil esse ano, apesar de dizerem que vários dos pilotos oficiais não chegarão até o final do ano. Vamos tentar entrar outra vez no mundo da Fórmula 1 em busca de um projeto para ser piloto em 2011”, disse.
Depois de ver o triunfo do espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, no Bahrein, ele não deixou de reclamar. “É impensável o que nos aconteceu. Em 60 anos de Fórmula 1, nunca aconteceu de uma equipe se inscrever e não disputar. Nos ocultaram coisas e até a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) entrou nisso”, disse.
Ele admite que sua idade avançada é um empecilho, mas mantém o sonho de alcançar a principal categoria do automobilismo. “A ideia é não falhar outra vez, não podemos sair machucados. Em abril de 2011, terei 28 anos. Não posso passar a vida toda tentando. Por isso, quero ir para uma equipe consolidada”, afirmou.
Também presente, o pai de Pechito ficou abalado com a decepção enfrentada pelo filho. “Estou cheio dessa história. Não vou mais a corridas, me rendi”, disse, cético quanto ao desejo da USF1 de participar da próxima edição do Mundial de Fórmula 1.
Felipe McGough, empresário do piloto, também lamentou o episódio. “Pecamos por confiar demais. A verdade é que vamos tentar novamente, mas não podemos chutar a pedra duas vezes”, afirmou. A equipe americana pode enfrentar uma investigação da FIA por sua deserção neste ano.
Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *