F1: Até a imprensa alemã sai contra manobra polêmica de Schumacher

Nem mesmo a imprensa alemã ficou ao lado de Michael Schumacher após manobra duvidosa que tirou dele a pole position do Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1. Nesta segunda-feira, um dia após a prova, os diários do país natal do heptacampeão classificavam a manobra como “escandalosa” e Schumacher como “um herói pálido”.

“Schumi! Por que fez esta curva desta forma se nunca tinha feito assim antes em sua carreira?”, perguntava o diário popular Bild, o de maior tiragem da imprensa alemã.

No sábado, Schumacher conquistou a pole position e logo após a sua volta rápida parou na curva Rascasse, evitando um choque contra o muro de proteção. Tal manobra prejudicou os pilotos que vinham atrás, inclusive Fernando Alonso, da Renault, que registrou a segunda melhor marca. Schumacher foi punido perdendo todos os seus tempos e sendo obrigado a largar dos boxes. Alonso venceu a corrida.

“Se não tivesse feito esse número trapaceiro, poderia ter vencido facilmente o Grande Prêmio”, acrescentava o Bild, fazendo uma brincadeira com a proximidade entre Schumacher e schummeln (trapaceiro em alemão).

Apesar da boa performance apresentada por Schumacher durante a corrida, que apesar de largar dos boxes fez 16 ultrapassagens e terminou a prova na quinta colocação, os demais jornais da Alemanha também fizeram suas críticas.

O Die Welt disse que “o primeiro piloto da Alemanha foi, no sábado, um pálido herói”. “Schumacher se apresenta como a vítima e não pesa a evidência, como é culpado. Um pouco de respeito pelo esporte que o fez grande seria bom”, continuava o diário.

Já o semanário esportivo Kicker se perguntava: “Vítima ou culpado?”, ainda que defendendo o esportista mais consagrado do país recordando que “foram necessárias nove horas de deliberação de três comissários de corrida para que a decisão fosse tomada.”

Todos os diários concordam em uma coisa, como diz o Bild, que “o escândalo de Mônaco seguirá Schumacher durante muito tempo.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *