F1: Barrichello ‘Quero mostrar quem realmente sou: motivado e vencedor’

Prestes a iniciar sua 17ª temporada na Fórmula 1, Rubens Barrichello não esconde a empolgação. A bordo de um carro que se mostrou competitivo durante a pré-temporada, o recordista de GPs disputados na história da categoria está disposto a mudar a sua imagem com o público brasileiro.

“A torcida pode esperar o Rubens muito motivado e vencedor querendo mostrar quem realmente é”, afirma o paulista. “O Rubens que meus amigos, família… as pessoas que convivem comigo sabem, mas grande parte ainda não conhece. Então, estou muito a vontade em falar e fazer as coisas que realmente traduzem a minha vontade”, destaca.

Com 270 corridas de Fórmula 1 no currículo (os dados variam de acordo com o critério adotado), o paulista diz que não tem nenhum sentimento inicial em iniciar mais uma temporada – nos últimos meses chegou-se a especular de que ele não conseguiria um lugar no grid de largada e seria obrigado a se aposentar.

“Na verdade, o sentimento será igual. Apesar de ter passado quatro meses de espera, a verdade é que nunca deixei de ser piloto de Fórmula 1”, discursa Rubinho. “Foram quatro meses de férias, coisa que eu nunca tive na minha vida, mas que em certo momento me deu uma angústia. Fiz uma preparação física intensa, perdi 5kg e voltei a acelerar, a coisa que eu mais queria fazer. E ainda o carro é ótimo. Então, posso dizer que foi um presente de Deus”, comemora.

Sobre a expectativa para o início do Mundial, programado para o próximo domingo, na Austrália, Rubens aponta pelo menos cinco grandes rivais para a Brawn GP. “Acho que a Ferrari sempre andou bem nos treinos e com certeza será uma candidata as primeiras posições. Além dela, a Toyota, Williams e Red Bul andaram bem também, assim como a Renault”, analisa o piloto, que está na Austrália desde o início da semana.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *