F1: Barrichello revela sondagens do WTCC e de Daytona

Apesar de propostas, brasileiro reitera que pretende continuar na Fórmula 1.

Rubens Barrichello revelou quinta-feira ter recebido ligações de pessoas do Campeonato Mundial de Turismo, o WTCC, e das 24 Horas de Daytona, possivelmente sondagens sobre possibilidade de aceitar convites.

O brasileiro, no entanto, não aceitou proposta alguma, pois ainda tem esperanças de continuar na Fórmula 1.

“Tenho falado com várias pessoas. Foi engraçado meu telefone ter começado a tocar sobre coisas diferentes assim que a Honda anunciou sua saída. Recebi ligações vindas desde o WTCC até as 24 Horas de Daytona. Mas meu foco está completamente na Fórmula 1”, disse ao site da revista “Autosport”.

Barrichello não descarta nem a Indy: “Por amor à velocidade, faria qualquer coisa, mesmo IRL, mas tenho um negócio inacabado na Fórmula 1”.

O piloto com maior número de GPs da história da Fórmula 1 tem duas opções para o próximo ano na categoria máxima do automobilismo: esperar que alguém compre a Honda e torcer para que o novo dono o queira ou tentar vaga na Toro Rosso, equipe que já testa pilotos como Sébastien Buemi, Sébastien Bourdais e Takuma Sato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *