F1: Brasileiros comemoram retorno de Schumacher à Fórmula 1

O heptacampeão competirá pela Mercedes (antiga Brawn GP) em 2010.

Grandes nomes do automobilismo brasileiro comemoram nesta quarta-feira (23) a volta de Michael Schumacher à Fórmula 1. O alemão, maior campeão da categoria, com sete títulos, competirá pela Mercedes GP (antiga Brawn) em 2010, após três anos de aposentadoria.

Schumacher foi inspiração para Lucas Di Grassi – brasileiro que fará sua estréia na Fórmula 1 em 2010, pela Virgin Racing. “Comecei a correr de kart em 1994, justamente no ano do primeiro título que ele conquistou na Fórmula 1. Eu me lembro bem porque eu tinha dez anos de idade, e sempre me inspirei no trabalho dele. O Schumacher é um cara muito dedicado, que obteve muito sucesso na carreira e estrear na Fórmula 1 tendo ele no grid, para mim, será uma grande honra. Conversamos bastante no paddock no Desafio Internacional das Estrelas deste ano e foi bem divertido correr contra ele de kart. Acho que agora, na F1, tê-lo entre nós pilotos será um estímulo a mais”, afirmou Lucas Di Grassi, referindo-se à competição de kart – vencida pelo alemão – que reuniu grandes estrelas do automobilismo em Florianópolis (SC), nos dias 27, 28 e 29 de novembro.

Para Luciano Burti, ex-piloto de Fórmula 1, que compete atualmente na Stock Car, a grande surpresa foi o fato de Schumacher ter voltado à principal categoria do automobilismo por outra equipe. “Diante de toda a boataria das últimas semanas, não foi uma surpresa a volta do Michael Schumacher à Fórmula 1. Há seis meses, eu não apostaria que isso iria acontecer, tanto pelo fato de ele já ter encerrado a carreira como por todo o seu vínculo com a Ferrari. Ao meu ver, a grande novidade é vê-lo de volta defendendo uma outra equipe”, afirmou. Para Burti, o alemão está longe de estar “enferrujado” e pode surpreender nesse retorno às pistas.

Enrique Bernoldi acredita que o retorno de Schumacher será benéfico para a Fórmula 1 e assim como Burti, também acredita que o heptacampeão ainda está em forma e deverá dar muito trabalho nas pistas. O paranaense, que compete atualmente na Fórmula Superliga e no FIA GT (categoria GT1), lembra com carinho de uma disputa com o alemão. “Na época que participei da Fórmula 1 eu corria de Arrows e ele de Ferrari, e era impossível comparar os ritmos dos carros. Mas uma corrida em Sepang ele quebrou o bico e, depois da troca, voltou um pouco atrás e acabei disputando posição com ele. Foi muito divertido e consegui fazer uma ultrapassagem no Schumacher, o que poucas pessoas conseguiram fazer”, afirmou.

O veterano Chico Serra também comemorou a volta do maior campeão da categoria. Segundo Serra, a idade pode prejudicar um pouco o desempenho de Schumacher, mas ele tem tudo para ser uma das principais atrações da Fórmula 1 em 2010. “Acho que, apesar de ter parado de competir na categoria, o Schumacher nunca perdeu contato com ela. Então, deve estar mais atualizado do que a maior parte das pessoas imagina. A idade (41 anos quando a temporada começar) vai pesar um pouco, mas o Schumacher é um daqueles competidores que sempre surpreendem. Então, acho que essa volta tem tudo para ser um dos pontos altos do Campeonato”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *