F1: Briatore admite encontro com Nelsinho em Cingapura

Demitido da Renault, Nelsinho Piquet teria admitido que sua batida na etapa de Cingapura do ano passado foi proposital para beneficiar seu então companheiro, Fernando Alonso, de acordo com a revista Autosport. O chefe da escuderia, Flavio Briatore admitiu que teve um encontro com o brasileiro horas antes da corrida, mas negou que o assunto em questão tenha sido a tal manobra, segundo o The Sun.

Briatore, porém, garantiu que o assunto tratado na ocasião “nada teve a ver com o que estão falando por aí”. Segundo a Autosport, a premeditação ocorreu em um dos escritórios que a Renault mantém na Marina Bay. Nelsinho alegou que o teor da conversa foi a batida proposital e que aceitou a proposta porque estava se sentindo desconfortável na equipe, garantindo assim sua permanência pelo menos até o final do ano.

Uma reunião da corte da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e membros da equipe Renault está marcada para o dia 21 deste mês para apurar o que realmente aconteceu no GP de Cingapura do ano passado.

Fonte: Terra

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *