F1: Bruno Senna: ‘A Honda nunca foi a minha única porta na Fórmula 1’

A saída da Honda da Fórmula 1, anunciada oficialmente na madrugada desta sexta-feira, foi encarada com tranqüilidade por Bruno Senna, que voltaria a testar pela equipe em Jerez, neste mês. O brasileiro, maior candidato à vaga restante de piloto titular do time – a outra era de Jenson Button -, garante que o anúncio não encerrou seu sonho de estrear pela categoria em 2009.

“A Honda nunca foi a minha única porta na Fórmula 1. Continuo trabalhando em outras frentes”, afirma, em entrevista ao jornal “O Globo”.

De acordo com a publicação, o brasileiro teria chances de ser contratado pela STR ou pela Force India, que ainda não anunciaram seus titulares. Bruno também teria conversado com algumas equipes, exceto Renault e Ferrari, para ser piloto de testes caso não consiga uma vaga no grid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *