F1: Bruno Senna é o mais novo “Piloto Amigo dos Animais”

Estreante brasileiro na Fórmula 1 reforça campanha em prol da adoção e posse responsável

O grupo “Piloto Amigo dos Animais”, criado há pouco mais de um ano com o propósito de chamar a atenção para o problema dos animais de rua, especialmente cachorros abandonados, acaba de ganhar a adesão de mais uma estrela das pistas. Com contrato assinado com a Campos Meta para estrear na Fórmula 1 em 2010, Bruno Senna passa a engrossar uma lista de simpatizantes da causa que inclui outros nomes importantes da Fórmula 1 e da Stock Car.

O “Piloto Amigo dos Animais” foi formado por pilotos e chefes de equipe da Stock Car que têm em comum o amor pelos animais. No ano passado, durante o Desafio Internacional das Estrelas, em Florianópolis, a iniciativa recebeu o apoio de personalidades do automobilismo como Felipe Massa e Michael Schumacher, que vestiram a camisa com o logo do grupo e da campanha Adotar é Tudo de Bom, desenvolvida pela Pedigree com a meta de diminuir a população de cães de rua no país – cuja estimativa é de 20 milhões – por meio da adoção e posse responsável.

Em São Paulo, Bruno mora em um apartamento na companhia da mãe, irmãs e três cachorros da raça Samoieda. Cookie, de quase três anos, é pai das fêmeas Laika e Tiffany. “Quando você toma conhecimento da questão dos animais abandonados e do esforço de ONGs e protetores independentes, é impossível não se sensibilizar”, diz Bruno, cuja contribuição mensal está sendo repassada para uma ativista que cuida de cerca de 200 cães e gatos sem dono na Serra da Cantareira.

Fazem parte do “Piloto Amigo dos Animais”, entre outros, os pilotos Ricardo Maurício, Marcos Gomes, Guto Negrão, Daniel Landi, Gustavo Sondermann e os chefes de equipe Andreas Mattheis e Jorge Freitas, todos da Stock Car. Também compõem a lista Titonio Massa, pai do piloto da Ferrari, e a apresentadora da TV Globo Fiorella Mattheis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *