F1: Categoria volta a Hockenheim para GP aberto

Depois de uma ausência de um ano, o circuito de Hockenheim volta a ser o cenário do Grande Prêmio da Alemanha, que se apresenta aberto pela igualdade observada na primeira parte da temporada.

Os torcedores alemães não ficaram sem um Grande Prêmio em 2007, já que Nürburgring foi sede do Grande Prêmio da Europa.


Este ano as opções de vitória de um piloto local são pequenas, embora Nick Heidfeld (BMW Sauber) tenha sido duas vezes segundo colocado nas três últimas provas. Michael Schumacher venceu o GP da Alemanha em 2006, disputado no histórico Hockenheim.


Graças a seu triunfo “em casa”, na Grã-Bretanha, há 15 dias, Lewis Hamilton (McLaren-Mercedes) voltou à primeira colocação, que compartilha com Felipe Massa e o finlandês Kimi Raikkonen (todos com 48 pontos).


“Minha vitória já é uma longínqua lembrança. As pressões diminuem com a vitória, que permite se concentrar na próxima corrida, sem ter que analisar os problemas encontrados na anterior”, explicou o britânico.


A Ferrari e a McLaren-Mercedes, que em 2007 travaram uma batalha de espionagem, estão vivendo outro momento nesta temporada, brigando em todas as provas por vitórias para deleite dos torcedores.


“Somos quatro carros separados por apenas dois pontos, estamos todos no mesmo barco. É excitante, mas não podemos perder mais pontos, como perdemos todos no início da temporada. A constância será a chave”, disse Massa.


O brasileiro também falou de seus problemas na Grã-Bretanha, aonde chegou a sair da pista.


“Deveríamos ter conseguido um melhor resultado em Silverstone, mas não é um desastre. Não perdemos nada, embora pudéssemos estar em uma melhor posição. Nesta altura, no ano passado, estávamos piores na classificação”, assinalou Raikkonen, atual campeão mundial.


Depois de cometer em Silverstone seu primeiro erro do ano, o polonês Robert Kubica tentará mais um pódio para seguir na luta pelo título, embora não conheça o circuito de Hockenheim.


“Saí da pista na Inglaterra, mas não se pode fazer nada contra a aquaplanagem. As coisas estão bem quando se comete um único erro em nove corridas”, opinou Kubica.


O circuito de Hockenheim foi modificado em 2002 e já não é o “grande templo” da velocidade que foi no passado. O Grande Prêmio da Alemanha voltará a Nürburgring na próxima temporada, antes de retornar a Hockenheim em 2010.



Fonte: AFP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *