F1: Chefão declara fim da ‘lua-de-mel’ de Lewis Hamilton

O sentimento é geral na Fórmula 1. 2008 será o ano da verdade para Lewis Hamilton. Após impressionar a todos ao subir ao pódio nas primeiras nove corridas de sua temporada de estréia, em 2007, o piloto da McLaren entra com a responsabilidade de manter o bom desempenho. Desta vez, porém, Hamilton não terá mais a desculpa da falta de experiência. Pelo menos, essa é a opinião do chefão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone.

“Ano passado, ele podia correr mais relaxado. Agora, ele vai ter muita pressão em cima pela vitória. Ele é o número 1 na equipe com certeza e as pessoas estão esperando que ele vença. Ter o campeão mundial ao seu lado no ano passado, tirou ainda a responsabilidade sobre ele. Ele deve ter aprendido com ele também”, disse Ecclestone, em matéria do diário inglês “Daily Mirror”.

Aliás, para Ecclestone, Hamilton não é o único a ter problemas na McLaren. O dirigente considera que o episódio da espionagem contra a Ferrari acabou arranhando a imagem do chefão da equipe, Ron Dennis.

“Se ele não soubesse o que estava acontecendo, talvez ele devesse saber. E ele deveria ter pedido desculpas imediatamente. E, se ele soubia o que acontecia, ele deveria ter pedido desculpas imediatamente também!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *