F1: Clay Regazzoni, ex-piloto da Ferrari e Williams morre em acidente de carro

O ex-piloto suíço de Fórmula 1 Christened Gianclaudio Giuseppe, conhecido mundialmente por Clay Regazzoni, morreu nesta sexta-feira, aos 67 anos, em um acidente automobilístico em uma estrada italiana, segundo informações da polícia italiana.


O acidente ocorreu em uma rodovia na região de Parma, no norte da Itália. Seu carro colidiu com um caminhão, resultando na morte do ex-piloto, que foi o único a perder a vida no acidente.

Regazzoni, que foi piloto da Ferrari por vários anos, teve seu melhor mundial em 1974, quando foi vice-campeão do Mundial da Fórmula 1, vencido por Emerson Fittipaldi. Ele venceu quatro Grendes Prêmios com a escuderia italiana.

Ele correu na Fórmula-1 entre 1970 e 1980. Conseguiu cinco vitórias e cinco pole positions em 132 GPs disputados. O suíço ainda foi o primeiro piloto a vencer com a Williams – feito alcançado em Silverstone, em 1979. O ex-atleta correu também por BRM, Ensign e Shadow.

“Clay venceu o primeiro GP da Williams em 1979, em Silverstone”, lembrou Frank Williams. “Provavelmente este é o evento mais importante ocorrido na história do nosso time na F-1”, completou.

Regazzoni andava em cadeira de rodas desde 1980, quando sofreu um acidente no Grande Prêmio dos EUA, em Long Beach, na Califórnia, que feriu sua espinha e deixou-o sem o movimento das pernas.

Mesmo com a deficiência, ele seguiu com a carreira de piloto, e chegou a competir em um rali Paris-Dakar em um carro adaptado para acelerar e frear no volante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *