F1: Com mau início, Ferrari discute futuro de Schumacher

Presente nas duas primeiras etapas do Mundial 2009 da Fórmula 1, Michael Schumacher viu pairar sobre si uma suspeita ao fim do Grande Prêmio da Malásia. Segundo divulgou o jornal alemão Bild, foi o heptacampeão mundial quem teve a idéia de colocar pneus de chuva no carro de Kimi Raikkonen quando a pista de Sepang ainda estava seca. Ainda perplexa com o mau início de temporada, a Ferrari prefere desconversar sobre o assunto, mas já admite discutir o futuro do ex-piloto no time.

Enquanto a maior parte dos pilotos manteve os slicks em suas primeiras paradas para reabastecimento na prova malaia, a Ferrari resolveu inovar com Raikkonen: como uma forte chuva era esperada, colocaram-se pneus para o molhado no bólido do finlandês, que viu seus compostos se deteriorarem rapidamente na pista seca.

Nesta segunda-feira, muitas das páginas dos jornais europeus foram dedicadas para discutir um assunto: quem foi o responsável pela aposta ferrarista? Segundo o Bild, teria sido Schumacher, em boato que pode complicar a continuidade do alemão como consultor em Maranello.

“Não dou nomes, falaremos sobre isso em casa”, disse o chefe de equipe, Stefano Domenicali, tentando desconversar o assunto. “Não quero comentar papel de Schumacher porque sei o que há por trás disso. É um discurso de gestão interna. Provavelmente devemos passar a ver as coisas de uma maneira diferente, porque é um tema muito importante”.

Além do heptacampeão da Fórmula 1, a outra polêmica que repercute na Ferrari é o fraco desempenho do time em Austrália e Malásia, onde nenhum ponto foi somado por Raikkonen e Felipe Massa. “É claro que temos de sair rapidamente dessa situação. Sem pânico, mas assumindo as nossas responsabilidades. Essa situação não é aceitável: precisamos reagir”.

Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *