F1: Com problema na asa, terceiro lugar satisfaz Raikkonen

Terminar o GP da Turquia deste domingo em terceiro, chegando ao fim da prova ainda na briga pela segunda colocação foram motivos suficientes de satisfação para o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, na quinta etapa da temporada 2008 da Fórmula 1. O atual campeão do mundo teve a asa dianteira de seu carro afetada por um toque sutil da McLaren de Heikki Kovalainen logo na primeira curva.

“Não fiz uma boa largada. Ele (Kovalainen) virou um pouco e nós nos tocamos. Eu quebrei a asa dianteira e ele sofreu um furo no pneu. Coisas da corrida. Decidimos manter a asa porque demoraria muito trocá-la. Foi um fim de semana difícil, mas, pelo menos conseguimos alguns pontos”, conforma-se. Apesar de não ter vencido, Raikkonen manteve a liderança do Mundial de pilotos com 35 pontos. Felipe Massa e Lewis Hamilton dividem a segunda posição com 28 pontos.


Apesar do problema na asa não ter comprometido de maneira determinante o controle do carro, Raikkonen lembra que a situação não era a ideal. “Não foi tão terrível, mas nunca ajuda. É difícil dizer exatamente quão melhor nós teríamos sido com a asa de acordo, mas certamente isto não nos ajudou”, explicou.


Com dificuldades desde o início do final de semana (teve problema com o câmbio na sexta e não foi bem na qualificação de sábado, largando em quarto lugar), o finlandês confessa que ficou um pouco desapontado para a corrida, o que só valoriza mais o resultado obtido.


“Tivemos um final de semana difícil e estou feliz por ser o terceiro, já que não perdi muitos pontos (em relação aos concorrentes). Agora, vamos ver o que acontece nas próximas corridas. Nos últimos dois anos, não fomos muito fortes (em Mônaco e Montreal), mas vamos ver o que podemos fazer”, finalizou.


Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *