F1: Com Vettel na ponta, Red Bull domina treino do ‘racha’

O primeiro treino desde que o racha entre Fota (Associação de Equipes da Fórmula 1) e FIA (Federação Internacional de Automobilismo) foi confirmado acabou dominado pela Red Bull. Time integrante da nova categoria que deve surgir em 2010, os austríacos lideraram o primeiro treino livre para o Grande Prêmio da Inglaterra com Sebastian Vettel na ponta e Mark Webber na segunda colocação.

Superado por Webber na Turquia, Vettel conseguiu dar o troco nos últimos segundos da sessão desta sexta-feira, marcando o tempo de 1min19s400 mesmo tendo sido atrapalhado pela Toro Rosso de Sebastien Buemi. O australiano, que não tinha problemas para ser o mais rápido até então, teve de se contentar com o segundo posto: 1min19s682.

Embora tenha mostrado muita força na pista, a Red Bull não conseguiu monopolizar as atenções do teste inicial em Silverstone. Essas ficaram para Bernie Ecclestone, entrevistado por uma batalhão de repórteres no pitlane enquanto as última parte do treinamento ocorria. Enquanto todos queriam saber do mandatário britânico sobre o futuro da Fórmula 1, ele garantiu que só falaria sobre a corrida.

Atrás de Vettel e Webber apareceu a Brawn GP. Mais uma vez cotado como favorito para vencer na temporada 2009, o time teve Jenson Button na frente de Rubens Barrichello. Vale ressaltar, porém, que a diferença entre os companheiros foi muito pequena – apenas 0s015.

Duas montadoras gigantes que comandam a criação da liga alternativa de automobilismo, Renault e Ferrari também colheram frutos na sessão. A principal surpresa, nesse contexto, foi Fernando Alonso, autor do tempo de 1min20s458 para garantir a quinta colocação. Atrás apareceu Felipe Massa, que superou com tranquilidade o 14º posto de Kimi Raikkonen.

Se Alonso brilhou, provavelmente com pouca gasolina, Nelsinho Piquet não pôde acompanhar o ritmo do espanhol. Pior brasileiro da abertura de trabalhos na Inglaterra, o piloto foi o antepenúltimo colocado ao cravar 1min21s525.

Pela McLaren, Lewis Hamilton, mudou a distribuição de peso de seu carro declinando do KERS (Sistema de Recuperação de Energia Cinética) e ao menos passaria ao Q3 se a classificação tivesse sido disputada nesta manhã. Atual ganhador da prova de Silverstone, o britânico ficou no oitavo posto, quatro abaixo de Heikki Kovalainen.

Do lado das decepções, espaço para Toyota e BMW. Cada vez mais perdendo terreno para Red Bull e Brawn GP, a equipe japonesa agora aparece atrás também da Ferrari e teve Jarno Trulli, em sétimo como seu melhor representante – Timo Glock foi apenas o 16º. Já os alemães, que voltaram a marcar pontos na etapa da Turquia, viram Robert Kubica segurar a lanterna da manhã. Dono da 13ª colocação, Nick Heidfeld também não brilhou.

Confira o resultado do primeiro treino livre na Inglaterra:

1: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – 1min19s400 (20)
2: Mark Webber (AUS/Red Bull) – 1min19s682 (19)
3: Jenson Button (ING/Brawn GP) – 1min20s227 (20)
4: Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP) – 1min20s242 (29)
5: Fernando Alonso (ESP/Renault) – 1min20s458 (26)
6: Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 1min20s471 (23)
7: Jarno Trulli (ITA/Toyota) – 1min20s585 (32)
8: Lewis Hamilton (ING/McLaren) – 1min20s650 (26)
9: Nico Rosberg (ALE/Williams) – 1min20s815 (32)
10: Giancarlo Fisichella (ITA/Force India) – 1min20s838 (25)
11: Adrian Sutil (ALE/Force India) – 1min20s913 (22)
12: Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) – 1min21s029 (22)
13: Nick Heidfeld (ALE/BMW) – 1min21s103 + 1.703 (24)
14: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – 1min21s179 + 1.779 (27)
15: Sebastien Bourdais (FRA/Toro Rosso) – 1min21s384 (23)
16: Timo Glock (ALE/Toyota) – 1min21s386 (32)
17: Kazuki Nakajima (JAP/Williams) – 1min21s489 (26)
18: Nelsinho Piquet (BRA/Renault) – 1min21s525 (30)
19: Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) – 1min21s590 (37)
20: Robert Kubica (POL/BMW) – 1min21s801 (16)

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *