F1: Confiante, Schumacher não se aborrece com perda da pole

Michael Schumacher continua confiante com a possibilidade de dar a seus fãs uma vitória no GP da Europa, no domingo, apesar de ter perdido a pole position para seu rival Fernando Alonso, da Renault.

Aparentemente imperturbável pela perda da pole pela terceira vez em cinco corridas na temporada, o piloto da Ferrari disse que há muitos pontos de ultrapassagem em Nuerburgring e não ser primeiro é menos preocupante do que na última corrida em San Marino ou Mônaco.

“A pole position não é tão importante. A estratégia é”, declarou Schumacher depois que o campeão mundial Alonso tirou dele a primeira pole da temporada.

“Acredito que seremos muito competitivos. A primeira questão é quem tem mais combustível no carro?.”

Schumacher está 15 pontos atrás de Alonso no campeonato. O heptacampeão mundial segurou o atual campeão na corrida em Ímola, há duas semanas, e conquistou sua primeira vitória na temporada, mas diminuiu apenas dois pontos para o espanhol, que terminou em segundo.

“Também acho que é importante ver qual será a performance na corrida comparada com a performance da classificação”, disse Schumacher, soando confiante antes da corrida em frente a uma grande torcida e perto de sua cidade-natal Kerpen.

LARGADAS MELHORES

Ele disse também que seus problemas de pneu foram solucionados e acrescentou que a Ferrari encontrou maneiras de melhorar as largadas. Ele afirmou que a estratégia pode decidir a corrida de domingo.

“É verdade que a Renault tem um sistema de largada muito bom, mas nós tivemos progressos nessa área também”, afirmou o piloto de 37 anos. “Se eu puder vencer a corrida no domingo, eu posso viver bem feliz sem conquistar a pole.”

Schumacher detém o recorde de 85 corridas na carreira e 66 poles. Alonso, 24, venceu dez corridas e saiu na pole por dez vezes.

O alemão disse que não estava surpreso com o fato de Alonso tê-lo superado no final do treino. Mas admitiu que se surpreendeu por seu rival não estar num bom ritmo no início da sessão classificatória.

“É mais surpreendente ver que eles não estavam tão rápidos no início”, afirmou. “Acredito que será uma boa corrida.”

Ele não concordou com a idéia de que a Renault tenha feito tudo para ganhar a pole depois da frustração em Ímola, onde Schumacher foi superior e agüentou repetidos ataques de Alonso. Schumacher ainda acrescentou que os problemas de seu carro foram sanados.

“Acho que eles tentaram muito conseguir a pole na corrida anterior também, mas não conseguiram.”

Schumacher declarou que ter seu companheiro de equipe Felipe Massa em terceiro lugar, enquanto Giancarlo Fisichella, da Renault, larga em 11, é outro sinal positivo de sua sorte.

“Espero que Felipe entre na briga”, disse.

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *