F1: Contra motor único, Toyota ameaça deixar a F-1

A decisão da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) de estabelecer um motor padrão para todas as equipes em 2009 teve uma repercussão ruim entre as equipes, principalmente a Toyota, que ameaçou deixar a categoria caso a medida seja concretizada.

O presidente da FIA, Max Mosley, reuniu-se nesta semana em Genebra com dirigentes da Fota (Associação das Equipas de Fórmula 1) para tentar estabelecer medidas que diminuam as altas despesas das escuderias.


Para o time japonês, é inaceitável utilizar um motor que não foi desenvolvido por ele e, segundo o presidente da escuderia, John Howett, este seria um motivo para abandonar a F-1.


“Para a Toyota, esta seria uma reazão para deixar a Fórmula 1”, afirmou o dirigente ao site F1-Live, que acompanhou o presidente da Fota, Luca di Montezemolo, no encontro na Suíça.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *