F1: De 22º para 19º na primeira volta. E fim de prova para Lucas di Grassi

Quebra tira Lucas Di Grassi da prova de estreia no Barein. Mas brasileiro mantém otimismo.

Timo Glock e Lucas di Grassi abandonaram após grandes largadas, com Timo conquistando uma posição e Lucas subindo da 22ª para a 19ª já na primeira volta de sua corrida de estreia na Fórmula 1. Entretanto, depois de apenas três voltas, Di Grassi teve de deixar a prova na curva 9. “Provavelmente foi um problema hidráulico. Uma pena, pois estava na frente da Lotus e perto do Glock”, lamentou o piloto patrocinado pela Clear, Eurobike, Schioppa, Locaweb e Sorocred. “Agora temos de trabalhar para ver se consertamos isso de uma vez por todas. Foi um começo bom, pena que aconteceu esse problema,” afirmou Di Grassi, em entrevista concedida para a Rede Globo de Televisão logo que chegou aos boxes.

“Fiz uma grande largada e sentia que o carro vinha muito bem. Acho que poderíamos ter tido uma boa corrida com o carro que tínhamos, mas, então, com apenas algumas voltas, tive de abandonar e minha corrida estava acabada antes que tivesse começado de verdade. Mas não há motivo para desanimar. Estaremos de volta em Melbourne com alguns novos desenvolvimentos e uma solução para os problemas que tivemos aqui. É a primeira de 19 corridas e há um longo caminho para seguir, ainda”, finalizou.

“Lucas foi obrigado a abandonar por causa de uma falha de montagem no sistema hidráulico, a qual ocorreu outras vezes durante este fim de semana”, revelou Nick Wirth, diretor técnico da Virgin Racing. “O carro de Timo apresentou uma inesperada elevação da temperatura da caixa de câmbio, seguida por uma gradativa perda no número de marchas, o que causou sua retirada. Então deixamos nosso primeiro Grande Prêmio desapontados por não termos chegado até o fim com nenhum dos dois carros, mas pelo menos não tivemos repetidos qualquer um dos problemas enfrentados durante os testes de inverno. O mais importante é que demonstramos ter construído um carro de Fórmula 1 competitivo. Isto é uma recompensa que levamos deste fim de semana”, afirmou o dirigente.

O Grande Prêmio do Barein, que abriu a temporada 2010 da Fórmula 1, foi vencido pelo espanhol Fernando Alonso, que fez sua pela equipe Ferrari, seguido pelo brasileiro Felipe Massa, também da Ferrari, e por Lewis Hamilton, da Mclaren.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *