F1: De ponta a ponta Vettel vence GP do Japão

O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, venceu neste domingo (04/10), o GP do Japão, em Suzuka, 15ª etapa da temporada. Foi a terceira vitória de Vettel no ano e quarta na categoria. O italiano Jarno Trulli, da Toyota, e o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, completaram o pódio.

Com as diversas punições aplicadas após o treino classificatório, o grid definitivo só foi divulgado a poucas horas da largada. O brasileiro Rubens Barrichello, da BrawnGP caiu da 5º para a 6ª posição, com seu parceiro de equipe, e rival na disputa pela taça, o inglês Jenson Button, passando da 7ª para a 10ª posição.

Pole-position Vettel manteve a ponta na largada, com Hamilton superando Trulli na primeira curva. O alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber, era o 4º, seguido pelo finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari e Barrichello. Button perdeu uma posição, caindo para 11º.

Com dez voltas percorridas Vettel já tinha 4s1 de vantagem sobre Hamilton. Duas voltas depois o suíço Sebastien Buemi, da Toro Rosso, abandonou nos boxes, com problemas de embreagem.

Na 13ª volta o alemão Adrian Sutil, da Force India, e o finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren, entraram lado a lado na chicane, na disputa pela 8º posição. Os dois se tocaram com Sutil rodando. Button aproveitou a confusão para ultrapassar os dois, passando para a 8ª posição. Kovalainen caiu para 9º e Sutil 12º.

Na 15ª volta Hamilton foi o primeiro a entrar nos boxes, voltando na 7ª posição. Duas voltas depois Trulli fez a sua parada, voltando atrás de Hamilton. Vettel entrou na 18ª volta, mantendo a ponta na volta à pista, a frente de Rosberg, que ainda não havia parado. Heidfeld, Barrichello e Raikkonen também pararam na 18ª volta. Cinco voltas depois Rosberg fez o seu pit stop.

O espanhol Fernando Alonso, da Renault, com a estratégia de apenas uma parada, foi o último a entrar nos boxes, na 31ª volta. Vettel liderava com seis segundos de frente para Hamilton. Trulli era o 3º, seguido por Raikkonen, Barrichello, Rosberg e Button.

Pouco depois começou a segunda sessão de pit stops. Na 36ª volta Heidfeld teve problemas na torça do pneu traseiro direito, perdendo quatro posições. Na 38ª volta Hamilton entrou, retornando em terceiro. Uma volta depois Trulli foi para os boxes, com a Toyota trabalhando muito bem, devolvendo o italiano a pista na segunda posição.

Na 40ª volta Vettel fez o seu segundo pit stop, não perdendo a liderança. Button parou na mesma volta. Três depois; Barrichello entrou nos boxes.  Vettel era o primeiro, com 11.7 segundos sobre Trulli. Hamilton vinha em 3º, seguido por Rosberg (que ainda não havia parado), Raikkonen, Heidfeld, Barrichello e Button.

Faltando oito voltas para o termino da prova o espanhol Jaime Alguersuari, da Toro Rosso, perdeu o controle do carro, rodando e batendo forte na barreira de pneus, acionando o Safety-Car. Após sair sozinho do carro, e começar a caminhar, o piloto se sentiu mal, sendo levado de ambulância para o centro médico.

Rosberg aproveitou a entrada do Safety-Car, para fazer o seu último pit stop, caindo da 4ª para a 5ª posição.

A bandeira verde foi agitada faltando quatro voltas para o final, sem nenhuma mudança de posição. Sem grandes disputas durante a prova, a luta pelas duas últimas posições da zona de pontuação, entre Barrichello, Button e o polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, movimentou as duas últimas voltas. Barrichello cruzou em 7º, com 0s833 de vantagem sobre Button, que teve apenas 0s303 de frente para Kubica.

Após bater no treino livre, não disputar o treino classificatório e largar da última posição, o australiano Mark Webber, da Red Bull, fez a melhor volta da prova.

Button tem 85 pontos, 14 de vantagem sobre Barrichello. Vettel, em 3º, soma 69. Faltam duas etapas para o término da temporada.

A próxima etapa, o GP do Brasil em Interlagos, acontece no dia 18 de outubro. 

Final:

1. Sebastian Vettel ALE Red Bull-Renault 53 voltas em 1h28m20s443
2. Jarno Trulli ITA Toyota a 4.877
3. Lewis Hamilton GBR McLaren-Mercedes a 6.472
4. Kimi Raikkonen FIN Ferrari a 7.940
5. Nico Rosberg ALE Williams-Toyota a 8.793
6. Nick Heidfeld ALE BMW Sauber a 9.509
7. Rubens Barrichello BRA Brawn-Mercedes a 10.641
8. Jenson Button GBR Brawn-Mercedes a 11.474
9. Robert Kubica POL BMW Sauber a 11.777
10. Fernando Alonso ESP Renault a 13.065
11. Heikki Kovalainen FIN McLaren-Mercedes a 13.735
12. Giancarlo Fisichella ITA Ferrari a 14.596
13. Adrian Sutil ALE Force India-Mercedes a 14.959
14. Vitantonio Liuzzi ITA Force India-Mercedes a 15.734
15. Kazuki Nakajima JAP Williams-Toyota a 17.973
16. Romain Grosjean FRA Renault a 1 volta
17. Mark Webber AUS Red Bull-Renault a 2 voltas

Abandonos:

Jaime Alguersuari ESP Toro Rosso-Ferrari 43    
Sebastien Buemi SUI Toro Rosso-Ferrari  12
   
Volta mais rápida:
Mark Webber AUS Red Bull-Renault 1:32.659 na 50ª volta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *