F1: Derek Daly admite que Schumacher deveria ter sido punido em Monza

O ex-piloto Derek Daly, que atuou como comissário de prova no Grande Prêmio da Itália, no último fim de semana, revelou nesta quarta-feira que o heptacampeão Michael Schumacher, da Mercedes, deveria ter sido punido após uma briga por posição com o inglês Lewis Hamilton, da McLaren.

Segundo Daly – que atuou na categoria entre os anos de 1978 e 1982 -, ele não pôde ver o movimento do alemão, pois estava analisando outra situação na mesma hora. “Na 20ª volta, o diretor de provas, Charlie Whiting, pediu aos comissários para analisarem o incidente entre Felipe Massa e Jarno Trulli na segunda chicane”, explicou o irlandês.

Hamilton deixou a pista reclamando da agressividade de ‘Schumi’, que saiu impune e foi advertido pelo seu chefe de equipe, Ross Brawn, para dar espaço para seu adversário na disputa pelo terceiro lugar.

“Enquanto observávamos o vídeo em câmera lenta, perdi o incidente entre Hamilton e Schumacher, que acontecia naquele mesmo momento. Quando olhei novamente, em casa, vi que Schumacher deveria ter recebido uma punição por drive-through”, acrescentou.

“Ele foi advertido repetidamente e este estilo de pilotagem não é o desejado para as futuras gerações. Os comissários provavelmente decepcionaram Charlie neste episódio”, concluiu Daly.

No fim da corrida em Monza, Hamilton cruzou com sua McLaren a linha de chegada na quarta colocação, logo à frente do alemão da Mercedes.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *