Stock: Pela Scuderia 111, Jimenez volta à Stock em Santa Cruz do Sul

Piloto, que havia participado das etapas de Campo Grande e do Rio de Janeiro, correrá pela equipe que ajudou a classificar à série principal em 2010

Pela mesma equipe a qual ajudou a subir da Copa Chevrolet Montana para a Copa Caixa Stock Car em 2010, Sérgio Jimenez (GFS Software/CIAO) volta à principal categoria do automobilismo brasileiro neste fim de semana em Santa Cruz do Sul (RS) para a nona etapa do campeonato – prova que abre os playoffs da temporada 2011, em que os dez primeiros na classificação geral disputam o título.

Jimenez substitui o baiano Diego Freitas, que correu ao lado de Ricardo Sperafico na corrida de Salvador (BA) pela Scuderia 111, ocasião em que Sperafico registrou a pole position para a prova. Para o piloto da cidade de Piedade (SP), algum tipo de adaptação será exigida para retornar ao bólido de 520 cavalos de potência e ao circuito gaúcho de 3.530 metros de extensão.

“Isso tem sido um problema recorrente este ano para mim: apesar de estar disputando várias categorias, em nenhuma delas eu consegui correr a temporada inteira por causa das dificuldades em conseguir patrocínio. É um grande complicador, esta falta de estabilidade. Vou ter um dia para treinar e o resto para classificar e correr, em um carro em que eu só disputei duas provas”, destacou o piloto, que neste ano disputou provas da Stock Car (pela Crystal Racing, ao lado de Ricardo Zonta), GT Brasil (pela BMG Racing, ao lado de João Adibe e de Paulo Bonifácio), Brasileiro de Marcas (pela Bassani Racing) e no Mundial de GT1 (pela DKR Engineering, com o francês Michael Rossi), além de participações com o kart no Brasileiro e no Super Kart Brasil, evento em que é um dos organizadores.

“O convite da Scuderia 111 veio em boa hora, porque eu corri com a equipe na Copa Montana em 2010 e conheço a maioria do pessoal. Então a questão de adaptação à equipe não será um problema. A principal dificuldade reside em me readaptar ao carro em pouco tempo, numa pista em que só corri uma vez, mas é muito boa e desafiadora”, lembrou Jimenez.

“O fato do Ricardo (Sperafico) ter feito a pole em Salvador dá uma animada na equipe, porque sabemos que o equipamento é bom. Se eu tiver um carro equilibrado já nos primeiros treinos, então o caminho para um bom desempenho já estará bem adiantado. De qualquer forma, quero chegar e fazer o meu melhor: ir bem na pista e trabalhar com a equipe para termos um bom equipamento”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *