F1: Desempenho no treino livre anima Lucas para corrida

Piloto da Virgin foi o melhor entre as equipes novatas na sessão que precedeu o treino classificatório e acredita em boa performance neste domingo (1º)

O tempo de 1min24s547 colocou Lucas Di Grassi (Clear, Sorocred, Locaweb, Eurobike, Schioppa) como o piloto mais rápido entre as equipes estreantes no terceiro treino livre visando o Grande Prêmio da Hungria, 12a etapa do Mundial de Fórmula 1. Desempenho que animou o brasileiro não só para a sessão classificatória que aconteceu neste sábado (31) no circuito de Hungaroring, como também para a corrida de amanhã. O GP terá transmissão ao vivo pela Rede Globo, a partir das 9 horas de Brasília.

Lucas tentava repetir a performance na primeira parte do treino de classificação, quando escapou da pista e danificou a parte de baixo do carro. “Arrisquei demais e cometi um erro na minha primeira saída, dei uma escapada isso destruiu meu assoalho. Como não dava para trocar a peça durante o treino, até tentei sair de novo, mas o carro perdeu muito downforce e não pude melhorar meu tempo”, afirmou o estreante, que larga amanhã do 22º lugar.

Entretanto, o desempenho demonstrado nos treinos realizados neste sábado fazem o brasileiro alimentar boas expectativas para a prova. “Nosso carro está bom. A exemplo da terceira sessão livre, em que fui o mais rápido entre as novatas, a equipe colocou um carro novamente à frente das Lotus. Apesar de as ondulações da pista não favorecerem o nosso conjunto, temos demonstrado bastante crescimento”, apontou.

Di Grassi tem se notabilizado por fazer boas largadas e conquistar um bom número de colocações nas primeiras voltas das corridas. No GP da Alemanha, por exemplo, Lucas teve de largar do 24º lugar como punição por ter trocado o câmbio, e no final da primeira volta ocupava a 16ª posição. “Vou me concentrar em largar bem novamente, ganhar o máximo de colocações possível. A idéia é ter um carro tão bom quanto tive no terceiro treino livre”, destacou.

“A corrida é bem longa, muita coisa pode acontecer entre as equipes novatas. O principal é permanecer na pista, fazer uma boa estratégia e disso, tirar um resultado que nos coloque novamente na frente da Lotus e da Hispania”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *