F1: Dirigente chinês é condenado a quatro anos de prisão

O chinês Yu Zhifei, antigo chefe de Fórmula 1 no país asiático e diretor geral do Circuito Internacional de Xangai, foi condenado a quatro anos de prisão, nesta quinta-feira, por corrupção, pois usava o fundo de pensões da cidade para fazer investimentos ilegais no mercado imobiliário.

O dirigente foi condenado pelo desfalque de US$ 137 milhões (R$ 240 milhões) para comprar uma casa. A sentença foi dada pelo Tribunal da cidade de Wuhu, situada a oeste de Xangai.


O caso Yu é visto, apenas, como uma parte do amplo sistema de medidas enérgicas que estão sendo aplicadas contra o emprego incorreto dos fundos de pensão, no centro comercial da China.


Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *