F1: Dirigentes de equipes de F-1 criticam decisão da FIA

Líderes de equipes da Fórmula 1 dizem estar perplexos quanto à decisão da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) de equilibrar os motores para a próxima temporada. Embora a forma de como os motores serão igualados não ter sido confirmada, os representantes de McLaren e BMW não estão satisfeitos com o movimento.

“Estamos um pouco preocupados. O medo que tenho é de podermos ter a estabilidade que estávamos empenhados em nossos motores. Do nosso ponto de vista, estamos totalmente receptivos a dar a todos a oportunidade de melhorar seus motores, mas qualquer que seja a decisão, deverá ser a mesma para todos”, disse Ron Dennis, chefe da McLaren.


“Não queremos ser negativos, mas estamos confusos pela constante mudança na mensagem. Será que estamos poupando dinheiro? Será que estamos tendo uma corrida tecnológica? Por um lado temos Kers (sistemas de recuperação de energia cinética), por outro lado nós temos motores que são todos iguais. Mudança custa dinheiro”, acrescentou.


O diretor da BMW, Mario Theissen, ainda não acredita que a igualdade de motores será implementada na F-1. “O anúncio da FIA de permitir igualar motores não diz o que vai acontecer agora, ele simplesmente abre portas. Na minha opinião, existem vários aspectos a ter em conta”, afirmou.


Nem todos os fabricantes estão chateados com a mudança para igualar motores, no entanto. O chefe executivo da Honda, Nick Fry, disse ao site da revista inglesa Autosport que gostou da decisão.


Fonte: Lancepress!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *