F1: Ecclestone cogita tirar Mônaco da Fórmula 1

Nem mesmo uma das provas mais tradicionais do calendário da Fórmula 1 pode ser páreo para a ambição de Bernie Ecclestone. Em entrevista ao jornal inglês The Independent, o presidente da Formula One Management (FOM) não garante a continuidade da etapa no Principado.

“Ou eles dão mais dinheiro ou iremos para outros lugares”, avisou o dirigente, que só não acabou com a prova de Silverstone porque Donington Park não concluiu as reformas a tempo. “Eles não me pagam o suficiente. Podemos viver sem Mônaco”, garantiu.

De acordo com o jornal, cada etapa rende, em média, US$ 31,2 milhões. Mônaco, porém, não estaria trazendo lucro algum – o pequeno país esteve presente no primeiro Mundial de Fórmula 1, em 1950, e completou sua 57ª edição este ano.

Seguindo a tendência de “orientalização” do calendário, a Rússia já anunciou o interesse em receber corridas. A Coreia do Sul, por sua vez, estreia este ano, enquanto a Índia sediará uma prova no ano que vem.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *