F1: Editora recolhe livro de Lemyr Martins devido à falsa conversa de Rubens Barrichello

A editora Panda Books retirou do mercado o livro “Histórias, Lendas, Mistérios e Loucuras da Fórmula 1”, do jornalista Lemyr Martins, lançado há apenas dois dias. Motivo: O suposto diálogo entre o piloto brasileiro Rubens Barrichello e integrantes da equipe Ferrari, no polêmico GP da Áustria de 2002.

No falso dialogo, a equipe italiana ameaçava a mãe de Barrichello, Dona Idely. Tudo não passava de uma piada que surgiu na internet na época do GP. Para lembrar, a equipe Ferrari protagonizou a maior vergonha da história da F-1, ao ordenar que o brasileiro entregasse a primeira posição ao seu parceiro, o alemão Michael Schumacher, o que aconteceu na linha de chegada. Debaixo de uma chuva de vaias, o alemão entregou o troféu de vencedor ao brasileiro.


“Graças à ajuda de zelosos leitores, a editora Panda Books constatou um sério erro de informação no livro Histórias, Lendas, Mistérios e Loucuras da Fórmula 1, de autoria do jornalista Lemyr Martins. O fato apurado pelo autor e divulgado na quarta capa e em todo o material de divulgação do livro é, na verdade, um equívoco. Ressaltamos que em hipótese alguma a editora Panda Books desejou se beneficiar ou denegrir a imagem dos envolvidos no fato. Por uma questão ética e em respeito aos leitores, o livro será retirado de circulação. Os consumidores que desejarem devolver a obra e obter reembolso do valor pago poderão entrar em contato diretamente com a editora pelo telefone (11) 2628-1323 ou pelo e.mail formula1@pandabooks.com.br. Lamentamos o ocorrido e agradecemos a todos que apontaram o erro”, diz o comunicado colocado no site da editora.


Lemyr Martins sustentou a versão, afirmando ter a transcrição do diálogo. Que foi amplamente divulgado no material de lançamento e está na quarta capa do livro.


O jornalista disse que ficou sabendo do fato na quarta-feira e que pretende se reunir com a editora.


Confira a íntegra da conversa publicada no livro:



Legenda:
VOZ 1 – Jean Todt, então chefe de equipe da Ferrari
VOZ 2 – Rubens Barrichello, piloto da Ferrari
VOZ 3 – Karl Scheister, procurador-chefe da Ferrari
VOZ 4 – Idely, mãe de Barrichello
VOZ 5 – Michael Schumacher, piloto da Ferrari


Início da conversa:
VOZ 1: Rubens, você está pilotando muito bem, otimamente, continue com o bom trabalho. Faltam 5 voltas, agora


VOZ 2: Obrigado, Jean. O carro está excelente, realmente muito bom hoje. Eu nem sei como agradecer a vocês. Diga a minha mãe que eu vou dar-lhe o melhor Dia das Mães da sua vida.


VOZ 1: É bom ouvir isso, Rubens. Ela está adorando assistir à corrida conosco. Eu irei passar para ela. Ela está muito orgulhosa! Ouça, você se importaria de desacelerar um pouco e deixar Michael ganhar?


VOZ 2: Obrigado por dizer a ela, Jean. Ela ficará tão feliz. Vocês são os melhores, simplesmente os melhores! [estática, intelegível]


VOZ 1: Ah, nós também te admiramos, Rubens. Você tem sido de grande ajuda para a equipe. Michael também acha. Faltam 4 voltas agora. Ah, a distância de Michael ainda é de 3 segundos.


 


VOZ 2: Tá bom


VOZ 1: Ah, Rubens, acabamos de falar com Michael novamente. Ele diz que a distância ainda é de 3 segundos.


VOZ 2: Que ótimo! Nós teremos 1º e 2º! Obrigado, meu Deus! Incrível! [sons de choro ouvidos pelo rádio]


VOZ 1: Tá bem, Rubens, faltam só 3 voltas agora. Nós precisamos fazer um ajuste na tática, garotão.


VOZ 2: [ainda chorando] Claro Jean! O que você disser! Como está o meu combustível?


VOZ 1: Não se preocupe, o combustível é suficiente. Ouça, só uma pequena mudança na tática. Nós queremos que Michael ganhe.


VOZ 2: (risos) Não me façam rir, gente, eu quase errei a freada na curva Lauda. Obrigado por quebrar a tensão. Eu aprecio isso. Vocês são os maiores!


VOZ 1: Ah, Rubens. Eu não estou brincando.


VOZ 2: [estática, intelegível]


VOZ 1: Você me entende, Rubens?


VOZ 2: [mais estática, intelegível]


VOZ 1: Rubens, a gente já passou por essa rotina antes. Não vamos passar por isso novamente.


VOZ 2: Sim, entendido. Eu achei que você tivesse me dito para me curvar e assumir a traseira de Michael de novo, seu sapo francês magrelo.


VOZ 1: Rubens, agora não seja assim. Faltam 2 voltas agora, ele está bonito.


VOZ 2: Não é justo! Ele já ganhou um zilhão de vezes, e eu só uma vez, e só porque vocês pagaram a Mercedes para usar aquela placa idiota e correr pela pista depois que o garoto Mickey se ferrou.


VOZ 1: Rubens, não tenho idéia do que você está falando. Eu tenho alguém que quer falar com você. É Karl Scheister, o procurador-chefe da nossa corporação.


VOZ 3: Oi, Rubens. Grande corrida!


VOZ 2: Se manda, seu incorporado doente [opa!]


VOZ 3: Você está terrível, muito bem! Ouça, eu estou lendo o seu contrato agora Rubens, e eu cito, “considerando a parte primeira” – que é você, por acaso – “deveria ultrapassar o carro principal do grupo da parte segunda” – que somos nós, significando Michael e a Ferrari – “e recusar as ordens da equipe para corrigir a situação, a parte primeira estará sujeita a penalidades, o que inclui a perda total do salário…”


VOZ 2: Eu não ligo!


KS: “perda de direção…”


VOZ 2: Que seja!


VOZ 3: “…e a transferência de ‘Lulu’, canina mestiça pertencente à primeira parte e atualmente sob porte da segunda parte, para uma terceira parte inominada permanentemente”.


VOZ 2: Seus desgraçados!! Eu ainda vou levar essa para casa! Eu mereço essa vitória!!


VOZ 1: Rubens, eu tenho mais alguém que gostaria de conversar com você, falta 1 volta, cara. A pressão do combustível está boa.


VOZ NÃO IDENTIFICADA 4: Rubens?


VOZ 2: Mãe?


VOZ 4: Rubens, eu estou com medo. Não consigo enxergar e não sei para onde eles me levaram. Meus pulsos doem! Deus me ajude! [sons abafados]


VOZ 2: Mãe? Mãe!! Seus desgraçados!! Seus doentes, doentes desgraçados!!


VOZ 1: Rubens, Michael está perguntando o que está demorando tanto. Falta 1 volta, cara.


VOZ 2: Está bem!! Está bem!! Vocês venceram!! Vocês venceram!! Só não machuquem a mamãe. E eu quero a Lulu de volta quando a temporada acabar.


VOZ 1: Sem problemas, cara. O Dia das Mães só ocorre uma vez por ano.


VOZ 2: Obrigado Deus… [sons de choro foram ouvidos]


VOZ 1: E um contrato é um contrato.


VOZ 5: Uhhhhhuuuuu!!!!! Eu ganhei!! Eu ganhei!!


VOZ 1: Grande corrida, Rubens.


VOZ 2: Ah, calem a boca, seus tagarelas…


Fim da transmissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *