F1: Exame obrigatório quase pune Lewis Hamilton

Os organizadores do GP do Bahrein decidiram não punir Lewis Hamilton por ele ter prescindido da inspeção médica obrigatória após seu acidente nos treinos livres de hoje.

Embora o britânico não tenha sofrido nenhum arranhão no incidente, o impacto disparou as luzes de segurança de sua McLaren, o que significa que ele deveria se dirigir imediatamente ao centro médico do circuito de Sakhir.


Contudo, os diretores da prova entenderam que Hamilton não sabia da necessidade de se submeter às inspeções médicas e tampouco foi avisado pelo funcionário que lhe levou de volta ao paddock, em uma motocicleta.


Com efeito, o piloto ficou sabendo que burlou o regulamento apenas quando chegou aos boxes e imediatamente foi para o centro médico, onde foi examinado e liberado.


“Depois de discussões entre o Lewis Hamilton e os diretores de prova, ficou decidido que nenhuma ação seria necessária”, declarou a organização da corrida, por meio de um comunicado.


Aliviado com a resolução do problema, Hamilton disse que o acidente sofrido não deverá afetar seu desempenho na corrida. “Isto é o que acontece quando se está tentando encontrar os limites. Amanhã (sábado) é outro dia e acho que temos um bom carro, portanto estou bastante confiante”, concluiu o inglês.


Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *