F1: Ferrari acusa funcionário inglês de sabotagem em Mônaco

A Ferrari acusa o inglês Nigel Stepney, técnico da própria equipe, de sabotar os carros de Felipe Massa e Kimi Raikkonen antes do Grande Prêmio de Mônaco. De acordo com o jornal La Repubblica, a equipe italiana pediu à procuradoria da cidade de Modena que abrisse uma investigação contra seu próprio funcionário.

De acordo com o jornal italiano, a Ferrari afirma que Stepney, que estaria transferindo-se para a Honda, teria tentado danificar os carros seis dias antes da corrida. A equipe teria, no entanto, descoberto a fraude e trocado as peças supostamente danificadas pelo técnico.

O La Repubblica afirma que Stepney estaria insatisfeito com a Ferrari. Isto porque o inglês, que já foi chefe dos mecânicos, esperava ocupar o cargo de Ross Brawn, quando este último anunciou que deixaria o time italiano, no final do ano passado.

Contudo, a Ferrari teria rebaixado o técnico de função e ainda decidido não mais o enviar às corridas.

O diário italiano afirma que o incidente foi surpreendente, pois Stepney teria contribuído decisivamente para os últimos cinco mundias de pilotos e seis de construtores da Ferrari.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *