F1: Ferrari descarta mudar estratégia para beneficiar Massa

A vitória de Felipe Massa no GP da França e, conseqüentemente, seu pulo para a liderança do Mundial de Pilotos, parece que não vai mudar o equilíbrio de forças dentro da Ferrari, nem modificar as estratégias para os fins de semana de corrida. Pelo menos é o que garante Stefano Domenicali, diretor da equipe italiana.

“Acho que Felipe Massa está forte agora. Esta é a primeira vez que ele lidera o campeonato, o que é um grande prêmio para ele, mas não muda nada para a gente. O trabalho em equipe é nosso principal objetivo e dissemos no início que não há mudanças em nossas decisões ou estratégias”, afirmou em entrevista ao site da Autosport.


Criticado pela imprensa depois da atuação nas duas primeiras provas da temporada 2008, quando não pontuou, Massa recebeu elogios de Domenicali. “Sempre dissemos que estávamos muito, muito felizes com nossos dois pilotos. É melhor não fazermos um julgamento antes do final da temporada, porque se você pensar, depois dos dois primeiros GPs, Felipe não tinha nenhum ponto, e eu lembro o que se dizia sobre ele na época”, disse.


Sobre o outro piloto da equipe, o finlandês Kimi Raikkonen, as perspectivas não são muito animadoras. Além de ter perdido a chance de vencer o GP da França quando liderava, o problema no escapamento do motor de seu carro poder ter que significar uma troca do propulsor para a próxima etapa, em Silverstone, na Inglaterra, no dia 6 de julho.


“É bem provável que tenhamos (que trocar o motor). Depois de uma corrida complicada da metade para o final, é possível que isso aconteça. Vamos analisar depois, mas não há pressa para fazer nada a mais do que trocá-lo na nossa ida para Silverstone”, finalizou.


Com a vitória no GP da França, o brasileiro Felipe Massa assumiu a liderança do Mundial de Pilotos de Fórmula 1 com 48 pontos, contra 46 do polonês Robert Kubica, da BMW.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *