F1: Ferraris podem ter parado por falha da engenharia

Um descuido dos engenheiros da Ferrari pode ter causado a parada dos três motores da fabricante no Grande Prêmio da Austrália, no último domingo. Segundo avaliou o jornal espanhol AS, em entrevistas com diversos engenheiros de outras escuderias, um dispositivo para corridas com alta temperatura pode não ter sido acionado pelos funcionários da escuderia.

Os dois carros da Ferrari, pilotados pelo finlandês Kimi Raikkonen e pelo brasileiro Felipe Massa, assim como a Toro Rosso do francês Sebastien Bourdais, abandoram a primeira prova da temporada com problemas no motor – o que teria causado estranhamento aos mecânicos rivais.


O problema estaria no novo sistema eletrônico central – comum a todas as equipes e produzido por uma subsidiária da McLaren -, que ainda traz problemas de adaptação para escuderia italiana. A diferença de temperatura do treino classificatório e da prova também pode ter influído na quebra dos motores.


A maioria das equipes decidiram não utilizar as aberturas especiais de refrigeração durante a classificação, realizada a cerca de 24ºC. Mas no domingo as temperaturas chegaram a 37ºC e não poderiam ser feitas as modificações para a prova. Assim, as chances de quebra aumentaram significativamente.



Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *