F1: FIA confirma 15 mil giros para 2014 e introduz “carro elétrico”

Atendendo aos pedidos das equipes, a Federação Internacional de Automobilismo confirmou que os novos motores V6 de 1,6L, introduzidos a partir de 2014, terão limite de 15 mil giros por minuto. A ideia inicial era de 12 mil, mas os promotores da Fórmula 1 temiam que o tradicional barulho dos carros fosse reduzido e afastasse as pessoas dos autódromos.

Além disso, a entidade obrigará os carros a serem movidos à velocidade quando entrarem nos boxes. A solução será com o Kers, sistema que recupera energia cinética das freadas e a transforma em potência extra. Atualmente, ele é ligado ao motor, mas, em 2014, estará atrelado a recursos híbridos. Os propulsores, inclusive, serão acionados sem ajuda externa.

“O piloto poderá ligar o motor a qualquer momento, quando normalmente acomodado no carro e sem ajuda externa”, diz o regulamento. Os carros gastarão menos combustível e terão menor capacidade. Essas medidas, assim como o próprio Kers ou a proibição dos testes, definidas em anos anteriores, é mais uma que visa a se adequar a uma Fórmula 1 ecologicamente correta.

A FIA também decidiu que as equipes não poderão mais mudar a relação de marchas de uma corrida para a outra e precisará, no começo da temporada, indicar quais serão utilizadas. Para ajudar as equipes, o câmbio contará com oito marchas, e não mais sete.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *