F1: FIA intercede e Pirelli afirma que mudanças nos pneus serão mínimas

O braço de ferro entre Lotus e Ferrari contra Red Bull e Mercedes parece ter chegado ao fim com vitória da primeira dupla. Claramente insatisfeitas com o anúncio de que a Pirelli iria realizar alterações em seus pneus no decorrer da temporada da Fórmula 1, as duas escuderias se juntaram nos bastidores e contaram com intervenção da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) a seu favor.

Considerando ilegais as mudanças programadas pela fornecedora italiana para os seus compostos, a entidade ordenou que as alterações sejam mínimas e tenham como objetivo apenas o aumento da segurança. A informação foi confirmada pela Pirelli.

“Queremos realizar alterações com perturbações mínimas na igualdade esportiva. As mudanças exigidas serão menores do que as visadas a princípio”, relata o chefe de competições da fornecedora, Paul Hembery, em entrevista à Reuters.

Com isso, Red Bull e Mercedes ficam frustradas em relação à diminuição do desgaste dos pneus e o número de pit-stops por prova, adversidades que ainda não conseguiram superar após cinco etapas na temporada. Segundo o regulamento da F-1, a alteração só poderia ser realizada caso todas as equipes concordassem.

“Estamos tentando encontrar algo que seja esportivamente justo para a maioria e nos permita eliminar o problema. Esperamos conseguir fazer isso sem uma mudança tão grande que alteraria radicalmente o trabalho de todas as equipes até agora”, conclui Hembery.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *