F1: FIA investiga equipes e Hamilton poderia ser campeão

Hamilton pode ser beneficiado por possível punição a equipes

 


A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) investiga uma possível irregularidade no combustível utilizado pelas equipes BMW e Williams no GP do Brasil, neste domingo, no circuito de Interlagos. Em caso de punição, o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, poderia ser beneficiado, podendo até ficar com o título da temporada de Fórmula 1.


Durante a corrida, a temperatura do combustível nos carros de BMW e Williams estaria abaixo do permitido pelo regulamento. De acordo com a FIA, a gasolina deve estar no máximo 10ºC abaixo da ambiente.


Com a investigação, os resultados de Nico Rosberg, Robert Kubica e Nick Heidfeld, que terminaram entre a quarta e sexta colocação, respectivamente, ficam ameaçados. Assim, Hamilton, sétimo colocado no GP do Brasil, poderia ganhar três posições, o que lhe daria os pontos necessários para ele ficar com o título da temporada.


Por enquanto, o título é do finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, que venceu a prova em Interlagos e chegou aos 110 pontos, um a mais do que Hamilton e seu companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso.


Para o título mudar de mãos, será necessário que a FIA desclassifique ao menos dois dos pilotos que chegaram à frente de Hamilton na corrida. Se isso acontecer, ele somaria dois pontos e ultrapassaria Raikkonen.


História


Em Interlagos, mas no ano de 1995, a Williams e a Benetton (atual Renault) foram inicialmente desclassificadas da corrida por causa do problema no combustível. A corrida havia sido vencida pelo alemão Michael Schumacher, seguido pelo escocês David Coulthard.


No entanto, a FIA recuou e decidou retirar apenas os pontos nos Construtores.


Fonte: Terra

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *