Trofeo Maserati: Com folga, Urnhani vence de ponta a ponta

O piloto paulista César Urnhani, da equipe Blusiegel, venceu de ponta a ponta a 7ª etapa do Campeonato Brasileiro Maserati, no Autódromo Municipal José Carlos Pace, Interlagos, em São Paulo, nesta manhã de domingo, em evento preliminar do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1. Mais do que isso, ele faturou as duas baterias com muita folga – à frente dos segundos lugares na média com 5 segundos.

 


A história desta etapa poderia ter sido outra se o pole position Renato Cattalini não tivesse sido punido e que acabou largando na última colocação. Mas, diante desse fato, o caminho ficou livre para Urnhani que, por sua vez, contou ainda com a ajuda do companheiro de equipe Marcelo Hahn, que largou na 4ª posição, mas logo nas primeiras duas voltas conseguiu ultrapassar os pilotos Rafael Derani e Lico Kaesemodel.


 


César Urnhani contou ainda com o fato de tanto Rafael Derani como Lico Kaesemodel não terem tido uma boa performance. “Gostaria de repetir o feito de 2004”, dizia Kaesemodel antes da corrida. Mas, depois da prova, ele lamentou não ter tido mais motor, especialmente nas retas de Interlagos. “Uma pena!”, lamentou.


 


De qualquer maneira, Kaesemodel chegou em 2º lugar, seguido de Marcelo Hahn, Renato Cattalini e Eduardo Bassan, os cinco pilotos que subiram ao pódio. Na 6ª colocação chegou Chico Longo e na seqüência Walter Derani, Rafael Derani, Carlos Crespo e Sérgio Laganá.


 


Apesar da punição, o líder do campeonato Renato Cattalini fez bonito no circuito de Interlagos. Depois de largar em último, já no início do “S” do Senna, ele pulava duas posições. E fez uma grande corrida, pois nas duas baterias, Cattalini chegou na 4ª posição. No final da 2ª bateria, aliás, o paranaense quase conseguiu ultrapassar Hahn, também no início do “S”, após ter percorrido por for toda a reta dos boxes.


 


Ao final desta 7ª etapa, Renato Cattalini permanece líder da temporada com 253 pontos, 30 a mais que o vice César Urnhani (223). Rafael Derani mantém a 3ª colocação com 185 pontos, seguido de Chico Longo (179), Walter Derani (153), Valter Rossete (136), Marcelo Hahn (124), Abramo Mazzochi (122), Carlos Crespo (102), Sérgio Laganá (87) e João Adibe (16).


 


Com 100 pontos ainda a serem disputados, nas etapas do Rio de Janeiro (25 de novembro) e em São Paulo (18 de dezembro), com o sistema de três descartes dos piores resultados, César Urnhani aparece, agora, como líder da temporada com 215 pontos, Renato Cattalini (213), Rafael Derani e Chico Longo (169), Valter Rossete (136), Walter Derani (126), Marcelo Hahn (124), Abramo Mazzochi (122), Carlos Crespo (96), Sérgio Laganá (87) e João Adibe (16).


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *